Quando Dizer A Verdade Ou Mentir?

Quando-Dizer-a-Verdade-ou-Mentir

Para começo de conversa, jamais minta, pois a mentira tem mesmo pernas curtas e você será pego mais cedo ou mais tarde com as calças na mão.  Então, apesar do título insinuar a necessidade de mentir, tal ação pode ser pacificamente substituída pelo omitir.  Assim, veremos adiante quando a verdade presta bons serviços e quando a sua potencial capacidade corrosiva deve ser contornada.

Médico.
Jamais minta para o médico ou sacerdote, pois cedo ou tarde eles acabam descobrindo a verdade e a sua saúde física e espiritual é que vai pra vala.

Gordo(a).
Diga a verdade desde o ponto em que o gordo esteja emagrecendo, a título de um belo incentivo pela iniciativa e persistência, e omita o dedo acusador quando a coisa está rolando ladeira abaixo.

Chefe.
A regra número de sobrevivência no mundo cão corporativo é não usar e muito menos abusar da sinceridade com os superiores. Portanto, seja homeopático com as críticas e magnânimo nos elogios (mesmo tratamento a ser dado às mulheres), tomando cuidado para não submergir na vala-comum do puxa-saquismo.

Esposa.
Esposas são como vasos de cristal quebradiços às verdades nuas e cruas. Na maioria das vezes, aplicar nelas uma meia-verdade é muito mais gratificante do que meter a verdade inteira descarnada. Caso não acredite nesta pequena dica de conforto, tente descobrir porque os sinceros inveterados são todos uns solteirões.

Doente grave.
Tudo depende do efeito que uma verdade bombástica poderá causar: se a resignação e aceitação do destino certo preconizado na única verdade da vida, ou o desespero e terror diante da morte. As civilizações anglo-saxônicas preferem dizer a verdade na lata, enquanto nós latinos preferimos a mentira até à morte. Quem estará mais certo?

Mulheres.
Aparentemente, as “mentiras sinceras” funcionam melhor com elas do que as verdades degradantes. Contudo, isto não significa mentira na acepção total da palavra, já que os homens podem se dar ao luxo de filtrar internamente os pensamentos ferinos com relação à idade, peso, atributos físicos, roupas, atitudes, etc, e externar coisas que podem até não existir, mas que são perfeitamente imagináveis por uma mente masculina minimamente sagaz.

Conclusões.
As piores pessoas do mundo são as que sempre dizem a verdade, ou as que mentem o tempo inteiro? Para falar a verdade, ambos os extremos são igualmente maléficos, pois enquanto as primeiras acabam queimando todas as relações sociais, as segundas correm os laços afetivos, o que determina o isolamento ao final.

Posted in Mentiras at janeiro 21st, 2015. No Comments.

Aprenda a identificar mentiras, sorrisos verdadeiros e a reconhecer enganações mesmo na história mais bem contada

 

Falsidade, sinceridade, mentiras e meias-verdades são constantes no nosso dia a dia. Mas é totalmente ruim mentir ? Existe espaço para uma mentirinha em nome da cortesia? É preciso ser sempre sincero para ser verdadeiro? E quando os filhos mentem, o que os pais devem fazer ? No nosso especial você aprende a navegar entre as muitas zonas cinzas que existem entre a verdade e a mentira.

aprenda-a-identificar-mentiras-sorrisos-verdadeiros-e-a-reconhecer-enganações-mesmo-na-historia-mais-bem-contada
Mentira: mulheres e homens têm razões diferentes para dissimular
Teste: você sabe identificar um sorriso verdadeiro?
Normalmente, o sorriso é associado ao sentimento de alegria, mas nem sempre é assim. Sorrir pode ser apenas uma cortesia. Faça o teste e descubra se você sabe identificar quem está sorrindo de verdade.

Você é sincero ou grosso ?
Um alemão decidiu passar 40 dias falando apenas a verdade. Sua experiência levou ao questionamento: a verdade é sempre essencial ?

Como detectar que ele está mentindo ?
Namorados e maridos, tremei: detetive da CIA entrega as principais reações do mentiroso: distorção de culpa, suor, pés inquietos…

Mentiras que as mulheres contam:
Entenda porque as mentiras que as mulheres contam são diferentes das mentiras que os homens contam.

Mentiras que os homens contam:
O cachorro, o trabalho, a mãe, a bateria celular… O que ele está realmente dizendo com essas 14 histórias nada criativas ?

Criança pequena não mente, fantasia:
Até certa idade, entrar na história e mostrar a realidade para a criança a partir dela é o melhor caminho

Transforme-se num detector de mentiras:
Livro desvenda os truques de detetive para reconhecer mentirosos

Afinal, o que tem de verdade e mentira no que as mães falam ?
Frases de mães são passadas de geração em geração. Especialistas apontam quais devem ser levadas a sério

Para além da mentira na família:
Mente-se por não confiar no amor e na aceitação do outro. Se, num casal, cada um puder se expressar, ninguém vai precisar mentir.

aprenda-a-identificar-mentiras-sorrisos-verdadeiros-e-a-reconhecer-enganações-mesmo-na-historia-mais-bem-contada-02
Como lidar com a mentira dos filhos ?
Crianças são cheias de estórias. Às vezes, por puro fruto da imaginação fértil típica dessa idade. Veja como detectá-las e como agir quando as mentiras são prejudiciais.

Por que mentimos para nossos amigos ?
Escritores propõem reflexão sobre as mentiras contadas para evitar mágoas: até que ponto elas são válidas?

Reconheça o significado de alguns gestos:
O especialista Paulo Sergio de Camargo conta o que alguns gestos podem significar.

Especialistas procuram a verdade sobre os boatos:
Explicar como algumas histórias absurdas surgem e ganham projeção internacional é desafio de livro.

Posted in Aprenda A Identificar Mentiras at janeiro 15th, 2015. No Comments.

Trabalhar em casa pela Internet verdade ou mentira.

Trabalhar-em-casa-pela-internet-verdade-mentira

É normal encontrar pessoas dizendo que trabalhar em casa pela Internet é uma grande mentira e que tudo não passa de enganação ou golpe para roubar o dinheiro de quem procura uma nova oportunidade online. É comum encontrar pessoas que tem essa mentalidade, mas hoje a verdade sobre trabalhar online sera revelada.  Se você também tem esta duvida e não acredita que é possível ganhar dinheiro usando a Internet, fique sabendo que você esta equivocado, pois talvez tenha caído em um desses golpes que oferecem dinheiro rápido e fácil pela Internet e por isso não acredita, mas é possível trabalhar online e viver disso. Acompanhe o artigo!

Hoje eu vou te mostrar o básico sobre como trabalhar através da Internet de uma forma segura, honesta e extremamente profissional, além disso, eu vou te explicar que nem tudo que lemos, assistimos e ouvimos na internet sobre negócios online é uma verdade absoluta, pois algumas vezes é de fato um golpe ou uma fraude.
Infelizmente muitos estelionatários e charlatões sabem que existe uma procura gigante no Google sobre como ganhar dinheiro trabalhando pela Internet e aproveitam para lançar seus golpes e fraudes no mercado dos negócios digitais, mas nem tudo é golpe ou enganação, pois existem métodos verdadeiros e eficazes para gerar renda online a médio / longo prazo honestamente, ou seja, se a proposta é dinheiro rápido e fácil é enganosa.

Todo anuncio, artigo, e-book, vídeo ou curso sobre ganhar muito dinheiro rápido e fácil na Internet é mentiroso, mas infelizmente as pessoas ainda procuram por formulas mágicas e prontas onde elas só precisam apertar o play para começar ganhar dinheiro online sem a necessidade de trabalhar muito para isso acontecer.
Infelizmente não existe nenhuma formula milagrosa que faça uma pessoa que trabalha em casa usando a Internet faturar milhares de reais, mas métodos eficientes desenvolvidos por especialistas que já trabalham há muitos anos com Internet fazendo estudos, testes e analisando o comportamento do mercado online.

Tudo gira em torno de vendas, ou seja, a única maneira para trabalhar através da Internet e ganhar dinheiro suficiente para viver disso é você vendendo alguma coisa, mas é exatamente neste ponto que muitos falham.

A grande sacada é que vender produtos físicos não é tão eficiente quando comparado com produtos digitais de informações (infoprodutos), onde o produto é entregue através do e-mail em forma de download ou acesso virtual e sempre de forma automatizada, ou seja, a pessoa compra o produto, o sistema reconhece a compra e libera aquele produto automaticamente através do e-mail cadastrado enviando ao mesmo ou dados de acesso.
Um produto digital de informação (Infoproduto) pode ser qualquer coisa como, por exemplo, um e-book, Sites de acesso restrito, vídeo-aulas, palestras, screencasts, audiobooks, ou seja, tudo que pode ser entregue online.

Estamos na era dos produtos digitais de informações e esse é sem duvida o melhor sistema profissional e verdadeiro para gerar renda pela Internet, mas não é fácil, pois muitos que estão iniciando neste ramo não fazem idéia de como criar seus infopordutos, além das técnicas e estratégias para vender esses infoprodutos.

Quem tem um bom conhecimento sobre marketing de afiliado nem precisa desenvolver o seu próprio produto digital, pois dependendo do nicho de mercado é possível encontrar milhares de infoprodutos prontos para você promover e ganhar ótimas comissões através de plataformas como, por exemplo, o próprio Hotmart .

Como trabalhar com produtos digitais de Informações

Trabalhar com infoprodutos é simplesmente maravilhoso, mas quem pensar que é fácil vender este material na Internet esta se enganando, pois é necessário compreender que não basta sair deixando links em todos os lugares da Internet e aguardar a comissão como se fosse um passe de mágica.

Muitos que ainda não compreenderam como se trabalha com infoprodutos tentam vender diretamente em seus blogs, Facebook, youtube atém de espalhar os hotlinks do Hotmart por tudo que é lugar na Internet, mas desta forma é muito difícil ter uma boa taxa de conversão.

Compreenda que mesmo que você inicie uma campanha 100% segmentada no Facebook e a pessoa clicar em seu hotlink e eventualmente comprar aquele infoproduto, quem te garante que receberá a comissão? Mesmo que venda no youtube, blog, twitter ou qualquer outra rede social, sua comissão pode esta sendo prejudicada pelos cookies? Você sabe como funciona um cookie?
O que acontece com o seu hotlink na Internet:

A pessoa chega e clica no seu hotlink de afiliado espalhado por qualquer lugar da Internet, até este momento mesmo ele estando navegando como anônimo se ele comprar o infoproduto seu hotlink é validado pelo hotmart e você recebe a comissão, mas se ele fechar a janela e comprar depois você não ganha nada, pois o navegador não terá o histórico, cookies serão apagados, o endereço não aparecerá na função autocompletar.

Muitos que saem deixando links por todos os lugares (Principalmente no Facebook) acreditam que é assim que se vende infoprodutos do Hotmart, até boots usam, mas qual é a probabilidade de uma pessoa clicar em um hotlink de infoproduto pela primeira vez e efetuar a compra? Quase “0” concorda? Então particularmente acredito que espalhar hotlinks pela Internet não é a melhor opção para vender infoprodutos do Hotmart.
Se você quer ter sucesso vendendo infoprodutos, precisa compreender que blogs, grupos, fóruns e mídias sociais são apenas ferramentas importantes para você atrair um trafego de qualidade, ganhar autoridade e criar uma reputação online. É possível criar uma LP otimizada no blog, fazer alguns anúncios e vender diretamente, mas nada comparado quando filtramos essas pessoas através do Email marketing já com nossos cookies.
A grande sacada para trabalhar com produtos digitais

Agora que você compreendeu que blogs, grupos, fóruns e mídias sociais são apenas ferramentas de atração, eu vou te falar gratuitamente a grande sacada para você vender infoprodutos ou qualquer coisa na Internet, seja produtos digitais do hotmart ou até produtos físicos da lojinha que você tem ai na sua casa.

O Email marketing é o segredo para vender na Internet. Não importa se você tem blogs, sites, mini-sites, canais ou uma fã page com 1 milhão de fãs, esse sim é o foco principal de qualquer empreendedor online de sucesso.

Comece a criar listas de emails relacionadas com o nicho de mercado e os produtos promovidos através do seu blog e das mídias sociais, mantenha o relacionamento com essas listas e depois efetue as vendas com 100% de certeza que receberá as comissões. Os cookies? Seus prospects apagam, pois querem comprar de você e ter a certeza que a comissão será sua. (Desde que confiem na sua indicação e você explique isso a eles).

Se você não sabe como fazer isso ou nunca trabalhou com email marketing, procure um curso de email marketing sério que possa lhe ajudar verdadeiramente, assim você compreenderá que o email marketing é a saída para quem deseja vender mais infoprodutos na internet e receber as comissões.

Como aprender trabalhar com email marketing?

Trabalhar com email marketing da forma correta, sem fazer spam para seus leads não é fácil, pois muitos acreditam que estão fazendo um bom trabalho, mas na verdade só fazem spam e você precisa compreender essa diferença para conseguir obter excelentes resultados trabalhando com email marketing corretamente.

 

Posted in Tecnologia at janeiro 14th, 2015. No Comments.

Mito ou realidade: Temperaturas mais baixas ajudam a dormir melhor.

mito-ou-realidade--temperaturas-mais-baixas-ajudam-a-dormir-melhor

Além de evitar cafeína, ter um horário fixo para dormir, beber um copo de leite morno saiba que a temperatura correta do quarto também pode ser um papel crucial para uma boa noite de sono. Em estudos, a temperatura ideal para dormir é relativamente fria, por volta de 15 a 20°C. E sim, para alguns, temperaturas que caem muito abaixo ou acima dessa faixa podem causar insônia. Temperaturas nesse grau facilitam a redução da temperatura central do corpo e assim iniciando a sonolência. Pesquisadores mostraram, por exemplo, que insones antes de irem para cama, tendem a ter um centro da temperatura do corpo mais aquecido do que uma pessoa que dorme normalmente. Isso leva ao aumento da excitação e força a pessoa a adormecer como se o corpo tentasse restaurar o termostato interno. Para pessoas que dormem normalmente, a queda da temperatura central é marcada por um aumento na temperatura das mãos e dos pés, como os vasos sanguíneos dilatam, levam o corpo a irradiar calor. Estudos mostram que para quem tem problemas de sono, um quarto frio e uma bolsa de água quente nos pés podem dilatar os vasos sanguíneos, estimulando o termostato interno.
Conclusão:Um quarto levemente frio e uma temperatura central mais baixa podem ser ótimos para dormir.

Posted in Insônia at janeiro 12th, 2015. No Comments.

Verdade ou mentira ? As mulheres falam mais do que os homens?

mulher-com-bolsa-formato-boca-imagem

As mulheres falam, em média, 20 mil palavras por dia, em comparação com meras 7 mil pronunciadas pelos homens, pelo menos segundo um livro de um neuropsiquiatra americano lançado em 2006.

Citada por um cientista aparentemente especializado no assunto e amplamente disseminada pela internet, a declaração reforça o estereótipo de que o “sexo fraco” passa seus dias fofocando, enquanto os homens, “trabalhadores”, estão fazendo algo de produtivo.

Mas até que ponto o dado corresponde à verdade?

A loquacidade pode ser medida de várias maneiras. Uma das técnicas é levar as pessoas para um laboratório, dar-lhes um tema de discussão e registrar suas conversas. Outro recurso seria tentar gravar as conversas diárias em casa. Por esse procedimento, se contaria o número total de palavras faladas, o tempo que a pessoa gasta falando, a quantidade de vezes que um indivíduo participa de uma conversa ou palavras faladas a cada vez.

Combinando os resultados de 73 estudos em crianças, um grupo de pesquisadores americanos descobriu que as meninas falavam mais palavras do que os meninos, mas a diferença foi insignificante. Além disso, essa pequena diferença só era aparente quando elas falavam com os pais, não com seus amigos.

Talvez o ponto mais importante desse estudo tenha sido a conclusão de que isso só ocorreu até os dois anos e meio, o que poderia significar simplesmente as diferentes velocidades com as quais as crianças, meninos e meninas, desenvolvem habilidades de linguagem.

Mas se a diferença é insignificativa entre as crianças, o mesmo se aplica aos adultos?

Por muito tempo, se pensou que as mulheres falavam mais do que os homens

Quando Campbell Leaper, psicólogo da Universidade da Califórnia, em Santa Cruz, autor da pesquisa, realizou uma análise mais aprofundada sobre o tema, descobriu que os homens eram mais tagarelas.

Mas, novamente, a diferença foi pequena. E o estudo constatou que as diferenças eram maiores em testes realizados em laboratórios do que em ambientes sociais mais próximos à vida real, indicando, segundo os pesquisadores, que os homens talvez se sintam mais confortáveis do que as mulheres em ambientes pouco comuns como um laboratório.

As descobertas de Leaper incentivaram uma revisão de 56 estudos realizados pela pesquisadora linguística Deborah James e pela psicóloga social Janice Drakich, transformada em um livro em 1993.

Apenas dois dos estudos conduzidos pelas pesquisadoras constataram que as mulheres falam mais do que os homens, enquanto 34 deles mostraram que os homens falavam mais do que as mulheres, pelo menos em algumas circunstâncias. Por outro lado, diferenças de metodologia dificultam uma comparação mais exata sobre o assunto.

Fora do laboratório

Estudos constataram que homens também falam muito

As conversas da vida real têm sido tradicionalmente mais difíceis de estudar por causa da necessidade de os participantes gravarem todos os seus diálogos.

No entanto, o psicólogo James Pennebaker, da Universidade do Texas, desenvolveu um dispositivo que grava 30 segundos de fragmentos de som a cada 12,5 minutos. Como os participantes da pesquisa não podem apagar os registros, o resultado é significativamente mais confiável.

Em uma pesquisa publicada na revista Science em 2007, Pennebaker constatou que, durante as 17 horas por dia em que o aparelho funcionava, as mulheres que participaram do estudo nos Estados Unidos e no México falavam uma média de 16.215 palavras e os homens, 15.669. Mais uma vez, uma diferença considerada residual.

Uma análise de 100 encontros públicos realizada por Janet Holmes, da Universidade Victoria de Wellington, na Nova Zelândia, mostrou que os homens faziam, em média, 75% das perguntas, embora constituíssem apenas dois terços da audiência.

Mesmo quando as plateias eram divididas por gênero em quantidade iguais, os homens formularam quase dois terços das perguntas.

Os resultados das pesquisas já realizadas apontam, portanto, que a afirmação de que as mulheres falam mais do que os homens não passa de um falso mito, sem qualquer comprovação científica.

O assunto voltou a ganhar destaque recentemente quando cientistas descobriram que meninas de até quatro anos de idade tinham 30% a mais de uma determinada proteína em uma área do cérebro importante para a aquisição da linguagem.

Imediatamente, as redes sociais foram inundadas de brincadeiras, associando o resultado da pesquisa ao fato de as mulheres falarem mais do que os homens.

Mito

Mas, então, de onde vem a ideia de que os homens pronunciam 7 mil palavras por dia, em comparação com as 20 mil das mulheres?

A afirmação apareceu pela primeira vez na capa do livro O Cérebro Feminino, escrito em 2006 por Louann Brizendine, neuropsiquiatra da Universidade da Califórnia em San Francisco, e vem desde então sendo amplamente citada.

Quando Mark Lieberman, professor de linguística da Universidade da Pensilvânia, questionou os dados, que pareciam vagamente baseados em números que aparecem em um livro de autoajuda, Brizendine concordou com ele e prometeu retirá-los de futuras edições.

Lieberman tentou rastrear a origem das estatísticas, mas teve pouca sorte: só encontrou uma declaração semelhante em um folheto de 1993 de aconselhamento matrimonial, que está longe de servir como base científica.

Posted in Comportamento at novembro 18th, 2013. No Comments.

Mitos e verdades sobre a enxaqueca

Cerca de 95% das pessoas terão, no mínimo, uma crise de enxaqueca ao longo da vida. No entanto, há muitas dúvidas sobre o que realmente desencadeia esse mal. O médico neurologista e pesquisador do Hospital Israelita Albert Einstein, André Felicio, lista dez mitos e verdades sobre as causas da enxaqueca. Confira:

1) A enxaqueca melhora durante a gravidez?

Verdade: caracteristicamente, a enxaqueca é muito mais frequente em mulheres do que homens, justamente porque nelas as flutuações hormonais, em uma pessoa suscetível, servem como fator desencadeante e agravante da dor. Durante a gestação, entretanto, a maioria das mulheres experimenta um alívio das suas crises, em particular, no segundo e terceiro trimestres.

2) A enxaqueca é sempre hereditária?

Mito: embora existam casos de enxaqueca claramente familiares, como a conhecida e rara síndrome da enxaqueca hemiplégica familiar, é comum que indivíduos desenvolvam episódios de enxaqueca, esporádicos ou crônicos, sem que existam membros na família com uma dor semelhante.

3) Toda dor de cabeça que pulsa ou lateja é uma enxaqueca?

Mito: de acordo com os critérios diagnósticos para enxaqueca, o fato de a dor ser pulsátil ou latejante reforça tratar-se desta síndrome. Entretanto, é perfeitamente possível que um indivíduo tenha enxaqueca e sua dor não seja pulsátil, apresentando, porém, outras características da enxaqueca, por exemplo, sintomas de um lado só da cabeça, intensidade da dor moderada a forte e piora com exercício ou atividade física.

4) Existe uma dieta para enxaqueca?

Verdade: existem alimentos que caracteristicamente estão associados à enxaqueca, por exemplo, queijos amarelos e outros derivados do leite, produtos enlatados, molho vermelho, bebidas alcoólicas, etc. Cabe ressaltar que esta lista de alimentos pode desencadear dor em alguns indivíduos, mas não em outros, ou seja, existem variações individuais.

5) A enxaqueca só acontece em adultos?

Mito: a enxaqueca pode aparecer em qualquer faixa etária e pode ocorrer pela primeira vez em indivíduos acima de 60 anos. Entretanto, esta não é uma situação comum e, normalmente, o médico responsável sugere investigação complementar por imagem, a fim de excluir outras causas potencialmente mais graves e que iniciam na terceira idade.

6) Uso excessivo de remédios para dor de cabeça podem provocar ainda mais dor?

Verdade: existem diversas estratégias para tratar a enxaqueca, mas uma das principais é cortar o uso excessivo, muitas vezes abusivo, dos analgésicos. Isto perpetua um ciclo vicioso de sensibilização periférica e central, leva a efeito rebote e auxilia a perpetuar a enxaqueca.

7) Existe enxaqueca sem dor?

Verdade: esta é uma situação incomum e curiosa. Sabemos que uma minoria dos indivíduos com enxaqueca pode desenvolver um tipo especial, conhecida por enxaqueca com aura. Este fenômeno nada mais é que um sinal neurológico focal que normalmente antecede a dor como, por exemplo, a aura visual, na qual o indivíduo tem alterações visuais e só depois de 10 a 15 minutos desenvolve a crise propriamente dita. Ocorre que pouquíssimos indivíduos que têm enxaqueca com aura podem desenvolver algumas crises com aura, mas sem a dor. Este fenômeno é conhecido como aura sem enxaqueca, uma situação na qual só existem os sintomas neurológicos focais (escotomas cintilantes, por exemplo), sem dor.

Posted in Padão at junho 28th, 2013. No Comments.

Música chiclete – Sons chatos grudam mais na nossa cabeça?

som-grudento-musica-chiclete-gruda-na-cabecaPraticamente todo mundo já passou por isso: ficar o dia todo com uma música na cabeça, cantando repetidamente apenas uma parte dela, odiando-a cada vez mais.

Sejam canções de rock, funk ou música clássica, é fácil ter fragmentos grudados na mente, tocando incessantemente por algum período determinado, mesmo que a música não seja do seu agrado.

Essa repetição “chiclete” é conhecida pelo termo “earworm” (algo como “verme de ouvido”), expressão utilizada pela primeira vez em 1980, em tradução literal do alemão “ohrwurm”.

Em um estudo recente da Universidade Western Washington (EUA), pesquisadores analisaram o que torna as músicas mais propensas a “grudar na nossa mente”, expondo centenas de participantes inocentes a canções populares e, em seguida, pedindo-lhes para completar várias tarefas.

Pesquisas anteriores haviam mostrado que as pessoas são capazes de recordar o primeiro verso de uma música que elas gostam, mas depois do refrão, começam a tropeçar na letra. Neste ponto, a música torna-se “incompleta” (você não “consegue” encerrá-la), e isso se torna um pensamento intrusivo.

“Chega-se ao refrão, e então você trava bem ali, e fica ‘condenado’ a esse ponto da música”, explica Ira Hyman Jr, principal autor do novo estudo.

A pesquisa descobriu que as canções se “intrometeram” nas mentes das pessoas tipicamente durante as tarefas muito difíceis, o que fez com que a mente vagasse, ou muito fáceis, o que criou uma abertura mental para pensamentos repetitivos.

Mais: a pesquisa sugere que as músicas de que gostamos, e não aquelas que desprezamos, são mais propensas a formar pensamentos intrusivos – os quais vão se “intrometer” na nossa mente quando nos deparamos com tarefas mais fáceis ou mais difíceis.

O truque para afugentar um “earworm”, segundo o Dr. Hyman, é encontrar uma tarefa envolvente que exija os componentes auditivos e verbais de sua memória de trabalho – como a leitura de um bom livro ou assistir a seu programa favorito.[NYTimes]

Espontaneamente chata

Outras pesquisas sobre o assunto já foram feitas. A Dra. Vicky Williamson, da Universidade Goldsmith (Reino Unido), por exemplo, sugere que a nossa memória processa certas músicas de uma forma que faz com que nossos cérebros sejam particularmente propensos a recuperá-las espontaneamente.

Ou seja, uma canção pode ser desencadeada em nossa mente por uma palavra encontrada nas letras, ou por sentimentos como estresse ou surpresa, que correspondem a uma memória particular que ocorreu enquanto você estava ouvindo a música. Por exemplo, ler a palavra “Delícia” em uma marca de margarina faz você lembrar da música do Michel Teló a ponto de cantá-la o dia todo.

Surpreendentemente, a Dra. Vicky descobriu que a composição da música (por exemplo, se é uma música que “pega” por ter rimas fáceis) não é especialmente importante para determinar se lembraremos dela ou não.

Mas essa habilidade de certas músicas de “surgirem” em nossas memórias de forma completamente espontânea, sem que procuremos nos lembrar dela, pode fazer com que fiquemos com canções que não gostamos, como “Rebolation”, na mente por muito tempo.

Os pesquisadores acreditam que isso acontece porque estruturas rítmicas e intervalos no timbre são parecidos nessas músicas – receita que torna mais fácil para nosso cérebro recordá-las.

Posted in Comportamento, Mentira, Mentiras, Mitos, Verdade, Verdades at fevereiro 26th, 2013. No Comments.

Vinagre pode enganar o resultado do Bafômetro?

Esta informação circula pela internet já faz alguns anos e há muito tempo vem surgindo sugestões para burlar o teste do bafômetro pela internet, certo!
No Programa do Ratinho teve uma reportagem, com Policiais de trânsito, sobre as possíveis receitas para driblar o bafômetro.

Então… falava-se em métodos para se burlar o BAFÔMETRO, segundo autoridades e professores químicos, eles afirmavam em vários meios de comunicações há muito tempo que não adiantava se fazer essas receitas caseiras que não funcionaria certo? Vejam só.
Um funcionário do programa tomou varias doses de Vodka com energético ok, no certo tomou 4 doses boas de vodka com energético, então vai ao teste do BAFÔMETRO.
Receitas caseiras segundo professores de química não funcionam contra o bafômetro certo.
Mico geral, quem assistiu sabe do que estou falando.

O funcionário depois das vodkas foi para o BAFÔMETRO, logo acusou um limite alto de álcool no sangue cerca de 0,30%, onde se ele fosse pego na blitz seria multado imediatamente certo.
A nova Lei 11.705, que altera o Código de Trânsito Brasileiro, proíbe o consumo de praticamente qualquer quantidade de bebida alcoólica por condutores de veículos. A partir de agora, motoristas flagrados excedendo o limite de 0,2 gramas de álcool por litro de sangue pagarão multa de 957 reais, perderão a carteira de motorista por um ano e ainda terão o carro apreendido. Para alcançar o valor-limite, basta beber uma única lata de cerveja ou uma taça de vinho. Quem for apanhado pelos já famosos “bafômetros” com mais de 0,6 gramas de álcool por litro de sangue (equivalente três latas de cerveja) poderá ser preso.

Logo foi fazer outro teste para comprovar que receitas caseiras não funcionam, segundo “autoridades e estudiosos no assunto”, o funcionário (cobaia) antes do segundo teste tomou um gole de vinagre, isso mesmo vinagre esses que temperamos saladas, lembrando que policiais e professores afirmavam que não funcionava, pois é o rapaz toma o tal vinagre ao vivo no programa e vai se ao teste, assopra no canudinho do bafômetro segurado por um policial de trânsito, kkkkkkkk o MICO DO ANO.

A câmera filmando o bafômetro no visor que detecta o teor alcoólico no ar contido no pulmão do individuo, depois de 4 doses de Vodka e, com um gole de vinagre no final, como em um passe de mágica, ACUSOU 0,10 % DE ÁLCOOL, logo o policial tira o BAFÔMETRO do foco da câmera, sem explicação para o acontecido, resumindo não acreditavam, por isso não fizeram o teste antes de ir ao ar.

PONTO DE VISTA ELETRÔNICO

Lembrando que esta postagem não tem intuito de ensinar a ninguém a burlar a lei, LEI FOI FEITA PARA SER CUMPRIDA E NÃO DISCUTIDA, MUITO MENOS BURLADA.
É bom lembrar que o policial está “habilitado” a encaminhar o motorista sujeito de embriaguez à delegacia, este fazendo ou não o teste do bafômetro! Mesmo que o motorista Pudim-de-pinga consiga usar de algum artifício para dar uma enganada no aparelho, havendo indícios de bebedeira, o cabra pode ser levado para o DP.
Frisamos que, o motorista não é obrigado a fazer o teste, com esse direito garantido por lei. E somente em caso de acidente com vítimas, o fator alcoólico poderá ter efeito legal o exame de sangue.

CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL

Art.5, II da CF – ninguém será obrigado a fazer ou deixar de fazer alguma coisa senão em virtude da lei.

Art.5, X “da CF – como também no princípio onde ‘‘ ninguém deve ser obrigado a produzir prova contra si mesmo”.

 
Posted in Comportamento, Medicina, Verdade, Verdades at fevereiro 19th, 2013. No Comments.

Câncer: Crianças , jovens e adultos também desenvolvem a doença, que, em estágio inicial, é menos letal e de mais fácil tratamento

Esta segunda-feira (4) é o Dia Mundial do Câncer. Este ano, são estimados mais de meio milhão de novos casos de câncer no Brasil. Uma das maiores preocupações do Instituto Nacional do Câncer (Inca) são os fumantes, que representam 15% da população.

Segundo o Ministério da Saúde, o fumo é responsável por 90% dos casos de câncer no pulmão e por 30% das mortes decorrentes de outros tipos de câncer.

Diretora executiva da ONG Aliança para o Controle do Tabagismo, Paula Johns, destaca que a doença é “uma epidemia absolutamente evitável”. Paula acrescenta que a estimativa da Fiocruz é de que são gastos R$ 21 bilhões por ano somente com tratamentos de algumas doenças relacionadas com o tabagismo e que o custo é muito maior do que se traz em tributos. “O câncer de pulmão em não fumantes é praticamente inexistente. Existem alguns casos, mas são raríssimos. Uma pessoa pode levar de 15 a 20 anos para desenvolver um câncer e 90% dos fumantes começam a fumar antes dos 19 anos”, afirma.

A especialista defende a adoção de políticas de prevenção. Uma resolução da Anvisa proíbe os aditivos de sabores nos cigarros, que, segundo Paula, são comprovadamente a porta de entrada para o adolescente no tabagismo. “Agente precisa garantir que a Anvisa consiga emplacar essa resolução”, destaca a especialista.

Mitos e verdades sobre o câncer:

Mito:
– Câncer é doença apenas de idosos
– Câncer é apenas problema de saúde
– Câncer é uma sentença de morte
– Ter câncer é destino

Verdade:
– Crianças, jovens e adultos também desenvolvem a doença
– Implicações sociais, econômicas, de desenvolvimento e direitos humanos
– Em estágio inicial é menos letal e de mais fácil tratamento
– Mais de 1 em cada 3 casos podem ser prevenidos

Posted in Padão at fevereiro 4th, 2013. No Comments.

Previdência privada – Dez mitos e verdade sobre aposentadoria

A previdência privada é um recurso que garante uma renda complementar, permitindo que o beneficiário mantenha seu padrão de vida e a tranquilidade durante a aposentadoria. No entanto, muitas pessoas ainda têm dúvidas e cultivam diversos mitos sobre esta opção. Para esclarecer alguns pontos, Flavio Sahib, diretor de distribuição em canais bancários da MetLife, aponta dez mitos e verdades sobre a previdência privada. Confira.

01. No plano de previdência, você define quanto e quando quer receber a sua renda.

Verdade! Trata-se do período de concessão do benefício. Quando for atingida a idade de saída escolhida, a reserva acumulada transforma-se efetivamente em renda. É possível optar, ainda, pela melhor forma de recebê-la, como benefícios, rendas vitalícias ou temporárias.

02. A previdência privada é uma forma de investimento contratado para garantir uma renda ao comprador ou seu beneficiário.

Verdade! A maior parte das pessoas enxerga a previdência como forma de investimento apenas, e não como “seguro”. As seguradoras cuidam dos setores que auxiliam o bem-estar da pessoa física, seja diretamente ou indiretamente, como no caso dos planos de Previdência Privada, que o auxiliarão na aposentadoria.

03. Além da aposentadoria, é possível ter outros benefícios.

Verdade! O participante ou segurado pode ter a sua disposição outros benefícios durante o período de acumulação, que o protegem contra morte ou invalidez.

04. Quem é jovem não deve se preocupar, pois ainda tem muito tempo para pensar em aposentadoria. E quem é mais velho já não tem mais tempo para adquirir um plano.

Mito! Para os jovens, começar o quanto antes permite que, com uma pequena parcela mensal, seja possível acumular uma boa quantia na aposentadoria. Já uma pessoa com 45 anos de idade, por exemplo, ainda tem outros 10 ou 15 anos até se aposentar. Estamos vivendo mais, portanto, mesmo que um pouco mais tarde, ainda há tempo para contratar um plano de previdência e garantir uma aposentadoria mais tranquila.

05. As alíquotas de Imposto de Renda diminuem à medida que o tempo passa.

Depende! Para o sistema regressivo sim. Quanto mais tempo o dinheiro permanece aplicado, menos imposto se paga. Já para o sistema progressivo não, porque o IR é constante. O investidor paga o imposto de renda no resgate, seguindo a mesma tabela que tributa os salários.

06. Fundos de previdência são aplicações de longo prazo.

Verdade! Resgatar o investimento com pouco tempo não é bom negócio, pois a alíquota de IR pode ser mais alta do que a de outros fundos de investimento de longo prazo.

07. Caso a instituição escolhida quebre, o beneficiário perde tudo.

Verdade! Com a Lei Complementar 109, a previdência privada passou a contar com grande segurança jurídica, uma vez que as regras que regulamentam o setor ficaram extremamente rígidas para as empresas que comercializam o serviço. Por isso, é sempre importante pesquisar e procurar uma empresa com solidez financeira.

08. A portabilidade permite que o participante ou segurado migre para outra entidade.

Verdade! Na fase de acumulação, a lei permite que o participante ou segurado migre a reserva para outra instituição de previdência privada, sem a necessidade de pagar por custos adicionais. Durante a fase de aposentadoria não são permitidas transferências de reservas.

09. É preciso muita disponibilidade financeira para adquirir um plano de previdência privada.

Mito! Atualmente, existem planos no mercado que permitem contribuições a partir de R$ 30 por mês. Outros, depois de abertos, podem receber aplicações a qualquer momento, para aproveitar uma sobra de recursos do aplicador.

10. O Plano de Previdência é indicado somente para alguns perfis de renda e classe social.

Mito! O benefício máximo pago pela previdência social é de R$ 3.689,66, os planos de previdência privada são recomendados para quem tem salário superior a esse valor. No entanto, o investimento, que pode ser iniciado desde cedo e agora com valores cada vez mais populares, é uma forma de garantir a renda complementar garantindo mais tranquilidade e estabilidade durante sua aposentadoria.

Posted in Padão at dezembro 10th, 2012. No Comments.