Bolinhas brancas encontradas nas sardinhas fazem mal à saúde? Verdade Ou Mentira?

Imagens mostram pequenas bolinhas brancas encontradas dentro de sardinhas e texto afirma que trata-se de uma doença parasitária! Será que o consumo desse peixe faz mal?

A mensagem se espalhou rapidamente através das redes sociais na segunda quinzena de novembro de 2017 e trata de um assunto que deixou muita gente preocupada.

De acordo com o texto que foi bastante compartilhado, essas bolinhas brancas descobertas dentro de sardinhas não são ovas, mas uma doença parasitária!

O consumo desses peixes, segundo o alerta, faz mal para a saúde humana e deve ser evitado a todo custo.

Será que isso é verdade mesmo?


Verdade ou Mentira?
No dia 06 de novembro de 2017, a publicação feita no Facebook por uma fan page italiana voltada para mundo da pescaria chamada Pesc’amore publicou o alerta sobre um tipo de parasita que estaria contaminando todas as sardinhas.

O texto é muito alarmista, o que já deveria deixar o leitor com um pé atrás, mas não é bem isso que acontece nas redes sociais, infelizmente… O texto, acompanhado de fotos de peixes com bolinhas brancas saindo deles, foi compartilhado mais de 150 mil vezes e teve mais de mil comentários!

A verdade é que as imagens são reais, mas não há nenhum risco de saúde para o consumo humano.
Em outubro de 2017, consumidores na Tunísia começaram a relatar pequenos grãos de cor branca parecidas com ovos nas sardinhas pescadas. Os mesmo sinais foram relatados também na Argélia, quando o Comitê de Saúde da Organização para a Defesa do consumidor argelino fez um estudo e mostrou que essas bolinhas são “parasitas” do tipo (Glugea sadinellensis).

A Organização argelina observou que o consumo desses peixes após a remoção desses grãos não representa uma ameaça para a saúde humana.

A rádio da Tunísia Al Jawhara FM contatou a Organização Nacional para a Defesa do Consumidor, onde uma fonte oficial assegurou que a organização está ciente do assunto e que a propagação desses parasitas “depende da estação anual e do tamanho das sardinhas, e é por isso que as encontramos em grandes números nos últimos tempos, especialmente nas sardinhas de tamanho pequeno (entre 10 e 12 cm)”.

A organização assegurou também que o consumo de peixes com esse parasita não faz mal à saúde, desde que seja removido antes do consumo!

A publicação pode ser lida na íntegra também na página do Comitê de Saúde da Argélia:

Conclusão
Não houve (ainda) relatos desse tipo de parasitas nas sardinhas que são vendidas no Brasil. De qualquer forma, se forem retirados do peixe durante o preparo, o consumo de sardinhas não faz mal à saúde!