Visão – Especialistas desvendam as maiores mitos sobre os olhos

Tire suas dúvidas sobre mergulhar de olhos abertos, ler em movimento e usar colírio à toa

Quem nunca levou uma bronca dos pais ou avós porque estava muito próximo da televisão ou foi incentivado a comer mais cenoura para preservar a visão? Os mitos relacionados à saúde dos olhos são vários e se transmitem a cada geração. “A preocupação aparece quando essas informações, sem fundamento científico, começam a criar problemas de saúde que pode ser irreversíveis”, afirma o oftalmologista Rubens Belfort Jr., professor da Escola Paulista de Medicina. No Dia Mundial da Visão (11 de outubro), tire suas dúvidas sobre as principais polêmicas envolvendo esse tema e proteja seus olhos de informações falsas.

Usar óculos ou lente de contato faz o grau aumentar?

“O uso de lentes ou óculos não interfere no aumento ou na diminuição do grau”, afirma o oftalmologista Rubens. Segundo ele, esses acessórios podem ser comparados a um tênis: independentemente do tamanho do calçado, seus pés irão crescer até certo tamanho e o uso do calçado não interfere em nada nesse processo.

Alguns problemas de visão são herdados geneticamente?

“Existem muitas doenças oculares cujo desenvolvimento pode ser favorecido pelo material genético herdado, como é o caso do glaucoma“, afirma a oftalmologista Keila Monteiro de Carvalho, professora da Unicamp. Entretanto, a maior parte dos problemas de visão é decorrente de infecções. No caso da miopia, o histórico familiar influencia o aparecimento do problema, que está determinado pelo código genético do paciente.

Mergulhar de olhos abertos prejudica a saúde ocular?

De acordo com o oftalmologista Rubens, mergulhar de olhos abertos pode ser perigoso, principalmente em águas não tratadas. “Em uma piscina, o máximo que pode acontecer são irritações por causa de substâncias usadas na água, como o cloro”, explica. Por outro lado, em águas não tratadas, como rios, micro-organismos podem ultrapassar a camada fina de epitélio que reveste o globo ocular causando infecções. “Por isso, se precisar ou quiser passar bastante tempo de olhos abertos debaixo d’água, use óculos de natação”, recomenda. O sal do mar é outro agente irritante, por isso o contato deve ser evitado.

Ler em movimento descola a retina?

O único perigo associado à leitura quando estamos em movimento é o enjoo. A ideia de que o hábito pode levar ao descolamento da retina não passa de mito. “O descolamento da retina é uma doença ocular que ocorre por motivos de trauma, questões genéticas ou ainda por processos degenerativos, inflamatórios ou tumorais”, afirma a oftalmologista Keila.

Colírios não podem ser usados sem indicação médica?

“Colírios sempre requerem prescrição médica”, afirma a oftalmologista Keila. Segundo a especialista, mesmo aqueles que não precisam de receita controlada, como os de lágrimas artificiais, devem ser usados apenas depois da indicação de um profissional. Afinal, deixar de sentir um incômodo pelo uso do produto não significa, necessariamente, que a causa está sendo tratada. “Por trás de um simples olho seco, podem existir problemas mais graves que só serão identificados em uma consulta”, explica.

Olhos claros são mais propensos ter problemas do que olhos escuros?

Problemas oculares ou sensibilidade à luz não dependem da cor dos olhos ou da íris. “A probabilidade de uma pessoa com olhos claros desenvolver miopia ou qualquer outro problema de visão é igual a de outra com olhos escuros”, diz o oftalmologista Rubens.

Alguns alimentos ajudam a prevenir problemas de visão?

Segundo a oftalmologista Keila, uma dieta equilibrada é sinônimo de vida saudável e, consequentemente, de saúde ocular. Mas alguns alimentos ganham ainda maior destaque quando o assunto é visão: antioxidantes, como o zinco e o cobre, e vitaminas, como a A e a E. Invista, portanto, em saladas bastante coloridas com cenoura, folhas verde-escuras e consuma três porções de frutas diariamente.

Assistir à televisão de perto prejudica os olhos?

“É até recomendado que pessoas com problemas oculares se aproximem da televisão para enxergar melhor, pois isso não prejudica em nada a visão”, afirma o oftalmologista Rubens. Por outro lado, o hábito pode ser um indício de dificuldade para enxergar – repare no comportamento do seu filho e procure um oftalmologista se ele reclamar que não enxerga quando afastado. Marque uma consulta para saber se a necessidade da ampliação da imagem é decorrente de um comportamento natural ou da dificuldade de enxergar.

Ler no escuro prejudica a visão?

Muitas pessoas acreditam que forçar a vista para enxergar melhor pode prejudicar a visão, mas isso não passa de mito. “No máximo, o hábito gera a conhecida vista cansada”, explica a oftalmologista Keila. O mesmo vale para quem fica o dia todo em frente a um monitor de computador ou realiza trabalhos manuais minuciosos.

Óculos de farmácia não prejudicam a visão?

“Óculos comprados prontos não prejudicam a visão, mas são apenas de aumento, ou seja, destinados a quem tem miopia e o mesmo grau nos dois olhos”, afirma a oftalmologista Keila. Esse tipo de óculos não corrige outros problemas, como o astigmatismo. “Como são muito genéricos, esses óculos de farmácia atendem pouquíssimos casos, já que cada paciente apresenta particularidades que vão além da miopia e diferenças entre as necessidades de cada olho”.

Fonte: Laura Tavares/R7

Posted in Medicina, Mentira, Mentiras, Mitos, Olhos, Saúde at outubro 17th, 2012. 1 Comment.