O WhatsApp vai doar R$1 para cada compartilhada para ajudar bebê que nasceu com 2 pênis? Verdade Ou Mentira?

É verdade que a cada vez que a foto de um bebê que nasceu com 2 pênis for compartilhada o WhatsApp vai ajudar com R$1 no tratamento dessa criança?

A imagem começou a se espalhar através de grupos do WhatsApp no final de junho de 2018 e pede para ser repassada a foto de um recém-nascido que nasceu com dois pênis. O áudio que acompanha a foto parece ter vindo de um religioso que explica que a cada vez que alguém compartilhar a imagem, o “zap” vai doar R$1,00 para ajudar no tratamento do bebê, pois ele precisa fazer uma cirurgia que custa R$18 mil!

Será que essa história é real?
Verdade ou mentira?
Leia a transcrição de uma das versões do áudio espalhado pelo WhatsApp:

“Meus irmãos, [aqui] é o irmão Antônio. Eu recebi essa mensagem, essa coisa trágica aqui de uma criança que tá hospitalizada e ela precisa de 18 mil reais pra fazer a cirurgia! A criança, se não ‘fazer’ a cirurgia logo, ela vai perder a vida e é 1 real. Um real de cada um de vocês que ‘passar’ essa mensagem pra frente. Não é você que vai pagar, não! É o Zap que vai pagar! O Zap vai pagar um real… eu gostaria que todos vocês colaborassem, por favor, por caridade. ‘Vamos’ passar pra frente aí, gente! Vamos ajudar essa criança fazer essa cirurgia senão ela vai desencarnar. Então, ‘vamos’ ajudar ela!”
Como você pode notar, o texto é vago e alarmista e não dá nenhuma dica de quando e onde o caso teria ocorrido!
Note que o método de disseminar o boato é o mesmo, só o que muda é que antes era pedido para se compartilhar por e-mail e agora é pelo WhatsApp.

Apelando para lado emocional do leitor (ou do ouvinte, no caso), o autor tenta convencer que a imagem em anexo seria de um bebê que está só aguardando a sua boa ação, mas não há nenhuma menção direta ao conteúdo da foto. O sujeito apenas fala que a criança está para morrer e, é claro, qualquer foto de um bebê doente serviria.

No caso da imagem de um recém-nascido com dois pênis, trata-se de um caso real de difalia, mas que aconteceu em 2014 na Índia. Ou seja, mesmo que essa campanha fosse real, a criança já estaria com 4 anos de idade…

Conclusão:
Não compartilhe esse tipo de corrente! o WhatsApp não ajuda ninguém através de campanhas de compartilhamentos.

Rapaz Vende Um Rim Para Pagar Seu Casamento E Morre Um Mês Depois! Será Verdade Ou Mentira?

Será verdadeira ou falsa a notícia de um jovem que teria vendido um de seus rins para pagar o seu casamento de luxo, mas acabou morrendo um mês depois?

A notícia surgiu em diversos sites e blogs na segunda quinzena de março de 2018, se espalhando através de publicações nas redes sociais. De acordo com o texto, um jovem ucraniano de 20 anos de idade teria conseguido 15 mil dólares ao vender – escondido da família – um de seus rins!

Um mês após o seu casamento, o jovem teria adoecido e acabou morrendo…

O texto ainda completa que a família do rapaz só descobriu a causa de sua morte depois da autópsia. O jovem teria morrido devido a complicações que surgiram após a remoção de um rim.

Será que essa notícia é verdadeira ou falsa?

Verdade ou mentira?
No dia 20 de março de 2018, o site News365 publicou a triste história de um jovem ucraniano sem nome que teria morrido após vender um de seus rins. É interessante notar que além da falta de nomes, o fato não é datado e não há nenhuma fonte que comprove o ocorrido.

A verdade é que essa “notícia” é uma tradução de publicações feitas em inglês de notícias publicadas em ucraniano.
No dia 12 de março de 2018, o site ucraniano Znaj.ua (dentre vários outros) publicou a notícia de um jovem de 20 anos que teria morrido na Ucrânia um mês após vender seu rim para custear o seu casamento. Igualmente, não há muitos dados que possam provar que essa história seja real, a não ser o link de outro site – o Korupciya – como fonte.

O Korupciya, por sua vez, não cita nenhuma fonte, além de mostrar apenas uma foto de alianças.

Após esse copia-e-cola daqui e dali fica difícil de se descobrir a origem dessa notícia e tao pouco se averiguar a veracidade das parcas informações.

Baseados em fatos reais:
Apesar dessa “notícia” não ter nenhuma comprovação de ser real, há vários casos semelhantes a esses que já foram devidamente documentados pela imprensa mundial. Em janeiro de 2006, por exemplo, o egípcio Ahmed Abdala morreu logo após sair de uma cirurgia para a remoção de um de seus rins. O jovem estava desempregado e conseguiu 1,5 mil dólares pelo seu órgão e usou a grana para mobiliar seu apartamento, o que era exigido pelos pais da noiva.

Em 2011, pesquisamos e confirmamos a notícia de um chinês que vendeu um de seus rins para comprar um iPad. Meses depois, o rapaz passou a sofrer de insuficiência renal
A foto usada na notícia:
Aqui no Brasil, essa história vem acompanhada da foto de uma enorme cicatriz do que parece ser uma cirurgia recente. Na verdade, essa foto é de 2004, de um brasileiro que viajou para a África do Sul para vender um de seus rins para quitar algumas dívidas. Na época, apurou-se que um rim saudável era comprado cerca de 3 mil dólares e, depois, revendidos por mais de 120 mil no mercado negro:

Alguns sites publicaram essa história do ucraniano com outra foto que, apesar de algumas similaridades, não tem nada a ver com a notícia espalhada em 2018. Na verdade, essa foto é de outro egípcio, que vendeu seu rim para se casar em 2010. Gamal, único nome divulgado na ocasião, não morreu e continuou casado (de acordo com as notícias da época) apesar de perder o emprego e a família – que o abandonou após saber da loucura feita por ele.

Conclusão:
Não há provas de que um ucraniano tenha vendido um rim para custear a festa de seu casamento e que tenha morrido um mês após a cirurgia. Provavelmente os criadores dessa história tenham se inspirado em casos reais ocorridos no passado.

Uma criança quase morreu engasgada com Fidget Spinner? Verdade Ou Mentira?

Notícia afirma que uma garota texana quase morreu asfixiada após se engasgar com o brinquedo Fidget Spinner! Será que isso é verdade ou mentira? Na última semana de maio de 2017, a postagem de uma mãe desesperada se tornou viral no Facebook e rapidamente se espalhou através das demais redes sociais. De acordo com o texto, a filha de uma mulher, no Texas, teria sido submetida a uma cirurgia, às pressas, para a retirada de um brinquedo que teria ficado preso na sua garganta!

Conhecido como Hand Spinner ou Fidget Spinner, o pequeno brinquedo teria ido parar na garganta da menina, impedindo a garota de respirar…

O texto ainda alerta a todas as mães que vigiem o uso do Fidget Spinner por seus filhos, para que não aconteça esse mesmo tipo de incidente que ocorreu com a sua filha!

Será que isso é verdade ou mentira?


Verdadeiro ou falso?
No dia 14 de maio de 2017, Kelly Rose Joniec estava dirigindo o seu carro, no Texas, quando percebeu sua filha – que estava no banco de trás – havia se engasgado com uma das rolimãs que compõe o Fidget Spinner. A menina, Britton, explicou que havia colocado o brinquedo na boca para “limpar” e acabou engolindo acidentalmente uma das peças (que tem o tamanho aproximado de uma moeda de 50 centavos)!

As duas foram ao pronto-socorro onde os médicos decidiram transferir a criança para o Hospital Pediátrico do Texas e um exame de raio-x mostrou que a rolimã havia ficado presa no esôfago da menina.

Após uma endoscopia, o objeto foi retirado com sucesso!


O Fidget Spinner

Apesar de fazer um estrondoso sucesso em 2017, o Fidget Spinner foi criado em 1990 pela engenheira química Catherine Hettinger, como uma ferramenta anti-stress e para crianças com autismo. O produto é recomendado para crianças acima de 8 anos.


Apesar do fato ocorrido com a jovem Britton ser real, é bom ressaltar aqui alguns pontos:

Ela engoliu uma peça do brinquedo e não o brinquedo inteiro;
A menina desmontou o brinquedo para “limpar” as peças separadas com a língua;
Ela não se machucou com o brinquedo em si, mas se engasgou pelo uso inadequado das peças;
Os pais devem, sim, vigiar as brincadeiras dos filhos;
Em maio de 2017, um garoto de 5 anos ficou com o dedo preso em um brinquedo desses e os médicos tiveram que usar várias ferramentas para corta-lo. O menino passa bem!


Conclusão
A notícia da criança texana que se engasgou com uma peça do Hand Spinner é real! Ela desmontou o brinquedo para lambe-lo e acabou engolindo uma das rolimãs!

Silvio Santos operou e removeu um tumor da testa? Verdade Ou Mentira?

 

Será verdade que o apresentador e empresário Silvio Santos passou por uma cirurgia para a remoção de um câncer em sua testa enquanto passava as férias nos EUA?

A notícia apareceu em diversos sites e blogs na primeira semana de março de 2017. De acordo com o texto, Silvio Santos descobriu que tem um câncer na testa e teria aproveitado suas férias em Orlando, na Flórida, para se submeter a uma cirurgia para a remoção de uma mancha em seu rosto.

A cirurgia teria sido feita no início desse ano e, de acordo com a reportagem, Silvio Santos terá que continuar com o tratamento para eliminar os traços da doença em seu organismo.

Junto com a reportagem, a foto abaixo mostra o que seriam as cicatrizes da cirurgia, mas será que essa notícia é verdade ou mentira?

Verdade ou mentira?
Muita gente compartilhou essa história, ainda mais depois que a imagem abaixo (que é de 2016, quando Silvio encontrou com a apresentadora Angélica, na Disney) voltou a circular. A pequena mancha na testa do Homem do Baú engrossou ainda mais o coro dos que especulavam um possível câncer de pele:No entanto, de acordo com o “dono do SBT”, essa notícia é falsa! Silvio Santos não operou para a remoção de um câncer no começo de 2017!

No dia 06 de março de 2017, a assessoria do apresentador desmentiu a história sobre esse doença no Patrão: Em 2014, Silvio Santos revelou em entrevista à Revista Veja que anos antes já havia operado da próstata e também que havia retirado um câncer de pele.

Conclusão
A assessoria de Silvio Santos afirmou que o Homem do Baú não passou por nenhuma cirurgia recentemente e que está em plena saúde de férias com a família!

Posted in Silvio Santos Operou Um Tumor Da Testa? at março 14th, 2017. No Comments.

Existe cirurgia para aumentar o tamanho do pênis?

Existem dois tipos de operação com esse objetivo: uma para aumentar o comprimento e outra para incrementar o diâmetro do órgão.

Na primeira, o cirurgião faz o pênis crescer expondo um pedaço dele que normalmente fica escondido na pélvis. Na outra cirurgia, o médico enxerta algum material entre a pele e o interior do pênis, “inflando” o dito-cujo.

São procedimentos simples: levam menos de uma hora e só requerem anestesia local. Mas o paciente deve avaliar com cuidado as consequências antes de  encarar o bisturi. Nas duas cirurgias, os riscos envolvidos são consideráveis. E é justamente essa  a causa da acalorada polêmica entre os médicos sobre o assunto.

No Brasil, onde cirurgias assim são feitas desde o início da década de 1990, o Conselho Federal de Medicina (CFM) acabou proibindo-as parcialmente em 1997, alegando insegurança e ineficácia. Muitos especialistas condenam a operação. “Essas cirurgias são anedóticas. Têm resultados péssimos”, diz o urologista Joaquim de Almeida Claro, da Universidade Federal de São Paulo(Unifesp). Os médicos contrários à técnica também insistem que os homens que buscam o aumento do pênis deveriam procurar primeiro aconselhamento psicológico, pois a maior parte deles tem órgão com tamanho considerado normal. Mas, como o tema é controverso, os cirurgiões que praticam a operação discordam dessas avaliações: “O homem que sofre com isso questiona sua performance sexual o tempo todo. O desconforto que ele sente com o próprio corpo é enorme. Eu nunca vi psicólogo resolver isso”, diz o cirurgião vascular Márcio Dantas de Menezes, da Sociedade Brasileira de Medicina Sexual. De qualquer forma, é bom frisar que o CFM, principal entidade médica do país, só autoriza a operação para homens com micropênis (órgão com menos de 2 centímetros) ou na reconstrução de tecidos para mutilados em acidentes.

Fonte Mundo Estranho

Posted in Verdades at abril 16th, 2010. No Comments.