Microondas causa câncer?

Quando se popularizou nos Estados Unidos, na década de 70, o microondas era apontado como a grande inovação na cozinha: servia para aquecer, cozinhar e descongelar os alimentos, de forma prática e bem mais rápida do que o forno e o fogão convencionais. Com o passar do tempo, diversas pesquisas científicas apontaram os riscos que o aparelho traria para a saúde, com problemas que vão desde o vazamento de radiação à perda de nutrientes da comida.

Segundo a nutricionista Bárbara Rodriguez, o ideal é usar o microondas o mínimo possível. “As moléculas dos alimentos não foram feitas para vibrar nos níveis impostos pelo cozimento com microondas. Isso tende a danificar os nutrientes mais delicados e eles perdem a capacidade de nutrir”, explica ela. “Além disso, existem estudos que afirmam que certos aminoácidos naturais podem assumir formas tóxicas quando expostos a esse tipo de cozimento”, complementa.

Recentemente, o guia do Environmental Working Group, uma organização de divulgação das informações referentes a saúde pública, condenou o uso de utensílios de plástico no microondas. “Toxinas cancerígenas podem vazar das bandejas plásticas, de papéis ou das películas plásticas dos alimentos feitos para serem preparados no microondas. E essas toxinas podem se misturar à sua comida”, afirma Bárbara Rodriguez.

Tânia Nigri, do Gávea Integral, é a favor do microondas. “Uso na loja, para aquecer as refeições antes de servir, e em casa, para esquentar e descongelar alimentos. Mas sempre deixo a comida em recipientes de vidro, nunca de plástico”, conta ela. “Não sou estudiosa do assunto, mas, pelo que sei, não há dados 100% concretos de que o microondas faça mal à saúde, desde que haja manutenção correta do aparelho”, diz Tânia.

Veja alguns cuidados que precisam ser tomados na hora de usar o microondas.

Vazamento – Para testar se há vazamento de radiação, deixe uma maçã em cima do aparelho enquanto usá-lo por um período mínimo de dois minutos. Caso a fruta cozinhe, o microondas precisa ser levado para manutenção.

Explosões - Recipientes de metal ou de louça com filetes dourados ou prateados não podem ser levados ao microondas. Eles refletem as ondas e podem causar explosões.

Furos - Alimentos com pele, casca ou membrana, como tomate, batata, salsicha e ovo, por exemplo, devem ser furados com um garfo ou palito antes de serem colocados no microondas. Do contrário, podem estourar dentro do aparelho ou na hora em que forem retirados para servir.

Líquidos – Tenha cuidado ao aquecer líquidos no microondas. Eles podem entrar em ebulição ao serem retirados do aparelho, espirrando para fora do recipiente em que estão e causando queimaduras.

Uso liberado – Papel, papelão, vidro, cerâmica e louças sem filetes de metal, desde que fabricados para esse fim, podem ser usados sem problemas no microondas. Esses materiais permitem a passagem das ondas.

Fonte GNT

Posted in Mentiras, Mitos, Verdades at março 19th, 2010. 17 Comments.

Ovo cozido no microondas explode?

VERDADE!

Explode mesmo, como o engenheiro norte-americano Percy Le Baron Spencer, o desenvolvedor do forno nos anos de 1940, pôde testemunhar.

A casca fechadinha do ovo forma uma ‘panela de pressão’ sem válvula de segurança, e a pressão que se forma dentro dele durante o cozimento faz com que ele estoure.

Então, vale a dica:  Fure batatas, berinjelas, gemas de ovos e demais alimentos que tiverem peles ou membranas protetoras com palito, para permitir a saída dos vapores

Posted in Verdades at março 13th, 2010. No Comments.

As microondas escapam do forno em funcionamento?

VERDADE!

Os fornos modernos são feitos da forma mais segura possível.

Seu interior é revestido de metal, que reflete as microondas, conservando-as em seu interior, ao atingir os alimentos, as ondas se transformam em calor e praticamente deixam de existir.

“No entanto, por mais blindado que seja o forno, um pouco sempre escapa”, afirma o físico Alexandre da Silva Sanches, por isso, há quem aconselhe manter uma distância do aparelho em funcionamento.

“Acontece algo similar com o aparelho de televisão: Ele emite outro tipo de onda eletromagnética, os raios X, e esse é o motivo para a recomendação de ficar sempre a dois metros de distância da TV ligada”, acrescenta.

Posted in Verdades at março 13th, 2010. No Comments.