Visão – Especialistas desvendam as maiores mitos sobre os olhos

Tire suas dúvidas sobre mergulhar de olhos abertos, ler em movimento e usar colírio à toa

Quem nunca levou uma bronca dos pais ou avós porque estava muito próximo da televisão ou foi incentivado a comer mais cenoura para preservar a visão? Os mitos relacionados à saúde dos olhos são vários e se transmitem a cada geração. “A preocupação aparece quando essas informações, sem fundamento científico, começam a criar problemas de saúde que pode ser irreversíveis”, afirma o oftalmologista Rubens Belfort Jr., professor da Escola Paulista de Medicina. No Dia Mundial da Visão (11 de outubro), tire suas dúvidas sobre as principais polêmicas envolvendo esse tema e proteja seus olhos de informações falsas.

Usar óculos ou lente de contato faz o grau aumentar?

“O uso de lentes ou óculos não interfere no aumento ou na diminuição do grau”, afirma o oftalmologista Rubens. Segundo ele, esses acessórios podem ser comparados a um tênis: independentemente do tamanho do calçado, seus pés irão crescer até certo tamanho e o uso do calçado não interfere em nada nesse processo.

Alguns problemas de visão são herdados geneticamente?

“Existem muitas doenças oculares cujo desenvolvimento pode ser favorecido pelo material genético herdado, como é o caso do glaucoma“, afirma a oftalmologista Keila Monteiro de Carvalho, professora da Unicamp. Entretanto, a maior parte dos problemas de visão é decorrente de infecções. No caso da miopia, o histórico familiar influencia o aparecimento do problema, que está determinado pelo código genético do paciente.

Mergulhar de olhos abertos prejudica a saúde ocular?

De acordo com o oftalmologista Rubens, mergulhar de olhos abertos pode ser perigoso, principalmente em águas não tratadas. “Em uma piscina, o máximo que pode acontecer são irritações por causa de substâncias usadas na água, como o cloro”, explica. Por outro lado, em águas não tratadas, como rios, micro-organismos podem ultrapassar a camada fina de epitélio que reveste o globo ocular causando infecções. “Por isso, se precisar ou quiser passar bastante tempo de olhos abertos debaixo d’água, use óculos de natação”, recomenda. O sal do mar é outro agente irritante, por isso o contato deve ser evitado.

Ler em movimento descola a retina?

O único perigo associado à leitura quando estamos em movimento é o enjoo. A ideia de que o hábito pode levar ao descolamento da retina não passa de mito. “O descolamento da retina é uma doença ocular que ocorre por motivos de trauma, questões genéticas ou ainda por processos degenerativos, inflamatórios ou tumorais”, afirma a oftalmologista Keila.

Colírios não podem ser usados sem indicação médica?

“Colírios sempre requerem prescrição médica”, afirma a oftalmologista Keila. Segundo a especialista, mesmo aqueles que não precisam de receita controlada, como os de lágrimas artificiais, devem ser usados apenas depois da indicação de um profissional. Afinal, deixar de sentir um incômodo pelo uso do produto não significa, necessariamente, que a causa está sendo tratada. “Por trás de um simples olho seco, podem existir problemas mais graves que só serão identificados em uma consulta”, explica.

Olhos claros são mais propensos ter problemas do que olhos escuros?

Problemas oculares ou sensibilidade à luz não dependem da cor dos olhos ou da íris. “A probabilidade de uma pessoa com olhos claros desenvolver miopia ou qualquer outro problema de visão é igual a de outra com olhos escuros”, diz o oftalmologista Rubens.

Alguns alimentos ajudam a prevenir problemas de visão?

Segundo a oftalmologista Keila, uma dieta equilibrada é sinônimo de vida saudável e, consequentemente, de saúde ocular. Mas alguns alimentos ganham ainda maior destaque quando o assunto é visão: antioxidantes, como o zinco e o cobre, e vitaminas, como a A e a E. Invista, portanto, em saladas bastante coloridas com cenoura, folhas verde-escuras e consuma três porções de frutas diariamente.

Assistir à televisão de perto prejudica os olhos?

“É até recomendado que pessoas com problemas oculares se aproximem da televisão para enxergar melhor, pois isso não prejudica em nada a visão”, afirma o oftalmologista Rubens. Por outro lado, o hábito pode ser um indício de dificuldade para enxergar – repare no comportamento do seu filho e procure um oftalmologista se ele reclamar que não enxerga quando afastado. Marque uma consulta para saber se a necessidade da ampliação da imagem é decorrente de um comportamento natural ou da dificuldade de enxergar.

Ler no escuro prejudica a visão?

Muitas pessoas acreditam que forçar a vista para enxergar melhor pode prejudicar a visão, mas isso não passa de mito. “No máximo, o hábito gera a conhecida vista cansada”, explica a oftalmologista Keila. O mesmo vale para quem fica o dia todo em frente a um monitor de computador ou realiza trabalhos manuais minuciosos.

Óculos de farmácia não prejudicam a visão?

“Óculos comprados prontos não prejudicam a visão, mas são apenas de aumento, ou seja, destinados a quem tem miopia e o mesmo grau nos dois olhos”, afirma a oftalmologista Keila. Esse tipo de óculos não corrige outros problemas, como o astigmatismo. “Como são muito genéricos, esses óculos de farmácia atendem pouquíssimos casos, já que cada paciente apresenta particularidades que vão além da miopia e diferenças entre as necessidades de cada olho”.

Fonte: Laura Tavares/R7

Posted in Medicina, Mentira, Mentiras, Mitos, Olhos, Saúde at outubro 17th, 2012. 1 Comment.

Colas instantâneas – Verdade e metiras

Alguns produtos estão presentes no cotidiano, mas nem sempre se sabe tudo sobre eles. Um bom exemplo disso são as colas instantâneas que são cercadas de mitos. Em caso de acidente doméstico envolvendo estes produtos, é imprescindível saber agir

Resistência e força são sinônimos dos adesivos instantâneos amplamente utilizados para reparos rápidos dentro de casa. Para orientar o consumidor sobre as aplicações indicadas e sobre as dúvidas mais freqüentes em relação às colas, a Loctite Super Bonder lista as perguntas mais recorrentes do serviço de atendimento ao consumidor da Henkel, empresa fabricante do adesivo.

Adesivos instantâneos em contato com a pele

Não é raro ouvir a história de que alguém colou o dedo, um pedaço de dente quebrado ou fixou a prótese dentária com cola instantânea. A Henkel, fabricante da Loctite Super Bonder informa que no caso de quebra do dente, o ideal é procurar um dentista que tomará as providências necessárias para corrigir o problema. Já para as próteses, o recomendado é buscar produtos apropriados para esta finalidade.

Loctite Super Bonder é um produto de baixa toxicidade, porém pode ser irritante aos olhos e mucosas. Esta é a razão da recomendação do manuseio em áreas ventiladas. Caso o produto entre em contato com os olhos, a indicação é lavar com água morna em abundância e aplicar uma gaze molhada sobre a área. Se o olho estiver colado, o importante é não entrar em pânico nem 0tentar abri-lo, um oftalmologista deve ser consultado.

Caso a cola acidentalmente entrar em contato com a boca, são indicados bochechos com água morna e internamente orienta-se umedecer a região com saliva, assim o adesivo irá se desprender. Em nenhuma situação deve-se tentar puxar as áreas coladas em direções opostas. É praticamente impossível engolir este tipo produto, mas caso isso aconteça, a cola vai ficar sólida quando entrar em contato com a saliva e grudará na superfície da língua e da boca.

Ao colar os dedos, basta um pouco de água morna e sabão que a cola se desprende da pele sem maiores complicações. Lançada no ano passado, Loctite Super Bonder Power Easy possui tempo de colagem maior do que a versão Original do produto, o que ajuda a evitar uniões indesejadas. Caso isto aconteça, o melhor é realizar movimentos semelhantes a estalar os dedos, a cola se solta mais facilmente desta maneira porque é indicado para aplicações rígidas e não para colagens que exijam a compensação de movimentos e maleabilidade.

Colas instantâneas como Loctite Super Bonder não queimam a pele, porém em contato com materiais absorventes como papel e tecidos, ocorre uma reação que libera calor. Por isso, em caso de contato do produto com a pele, não se deve limpar a área afetada com papel, tecido ou qualquer outro material absorvente. O ideal é lavar com água em abundância.

Qual o melhor lugar para se guardar adesivos instantâneos?

Locais arejados e de baixa umidade são ideais para o armazenamento de colas instantâneas. Por isso as prateleiras mais altas da geladeira são o melhor lugar para guardar o frasco. Fora dali é mais provável que ela polimerize, endureça. Segundo a fabricante da Loctite Super Bonder, a posição mais adequada para conservar o produto é aquela em que a bisnaga não fique deitada, isto evita o entupimento do bico e a colagem da tampa. Para diminuir a possibilidade de isso acontecer, a sugestão é limpar o bico aplicador com papel grosso antes de fechar o tubo.

Comprar cola em locais idôneos também é uma boa dica para que o adesivo dure por mais tempo. As características mais comuns dos tubos e bisnagas falsificados de Loctite Super Bonder são: tampa de outra cor que não seja preta, nome LOCTITE descrito fora da faixa vermelha do tubo e a inexistência do número do lote (duas letras prensadas na dobra do tubo), baixa qualidade da cor da cartela e da bisnaga, e principalmente o preço, desconfie se for muito barato. Quanto ao texto da cartela, infelizmente a falsa tem todos os dizeres da original. Pode-se evitar a compra de produto falsificado, quando a aquisição acontece em estabelecimentos de confiança que forneçam nota fiscal do produto.

Posted in Tecnologia at outubro 9th, 2012. No Comments.

Pepino serve para combater as olheiras?

Mentira

As rodelas de pepino suavizam o tom arroxeado na pele abaixo dos olhos, mas não fazem com que as olheiras sumam para sempre.
Isso acontece porque a temperatura fria do fruto provoca a contração dos vasos sangüíneos no local da aplicação, abrandando o escuro da pele. O mesmo efeito pode ser obtido com as famosas compressas frias de chá de camomila ou com chumaços de algodão embebidos em água boricada gelada.

“As olheiras são resultado da ação da melanina, pigmento que dá cor à pele, somada a uma vasodilatação local. Como a pele abaixo dos olhos é muito fina, o conjunto de vasinhos acaba se evidenciando”, afirma a dermatologista paulista Ana Lúcia Recio. Muitas pessoas têm predisposição genética para desenvolver olheiras. “Quando ela faz parte da constituição do indivíduo, é impossível acabar de vez com o problema”, diz a dermatologista Sílvia Marcondes, da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

Segundo a especialista, existem cremes clareadores e peelings elaborados por médicos que podem atenuar as manchas e até um tratamento feito com laser. Mas há alguns riscos, já que podem surgir manchas brancas onde antes havia olheiras. Estresse, noites mal dormidas, cansaço e fome são fatores que podem acentuar as manchas.

As pessoas mais velhas, no entanto, têm maior propensão às olheiras, em função da flacidez da pele.

Posted in Mentira, Mitos at novembro 14th, 2010. No Comments.