Uma criança interagiu com um homem nu durante exposição no MAM? Verdade Ou Mentira?

 

No dia 28 de setembro de 2017, um vídeo se tornou um dos mais compartilhados e comentados nas redes sociais. Nele podemos ver uma menina, de aparentemente 4 anos de idade, tocando em partes do corpo de um homem nu que estava deitado no chão!

Causando muita revolta nas redes sociais, o vídeo é acusado de insinuações de pedofilia e muita gente afirma que o fato aconteceu aqui no Brasil, durante uma performance no Museu de Arte Moderna, em São Paulo.

Será que a foto é real? Será que essa apresentação aconteceu no Brasil?


Verdade ou Mentira?

No dia 26 de setembro de 2017, foi apresentado na abertura do 35º Panorama da Arte Brasileira – no Museu de Arte Moderna (MAM) – a performance do artista fluminense Wagner Schwartz. Ele se apresentou nu, no centro de uma espécie de tatame.

Na apresentação (intitulada La Bête), Wagner Schwartz recria um dos Bichos de Lygia Clark, onde o público pode manipular as diversas esculturas de alumínio com várias dobradiças. No chão, o artista nu também pode ser manipulado pelos visitantes.

No vídeo que se espalhou pela web (e deixou muita gente revoltada) a garota toca nos pés e na canela de Schwartz e sai engatinhando do local, voltando para junto dos espectadores.

De acordo com o MAM, a mulher adulta que acompanha a menina no vídeo é a mãe da criança!
O Museu também explicou que a oficina aconteceu apenas uma vez, em sessão aberta somente para convidados, e que havia sinalizações sobre o teor da apresentação, incluindo a nudez artística.

Na nota publicada na página do MAM no Facebook, a direção do museu se defende, afirmando que o trabalho não tem conteúdo erótico.

Leia a nota completa abaixo:

NOTA DE ESCLARECIMENTO:
O Museu de Arte Moderna de São Paulo informa que a performance “La Bête”, que está sendo questionada em páginas no Facebook, foi realizada na abertura da Mostra Panorama da Arte Brasileira, em evento de inauguração.
É importante ressaltar que o Museu tem a prática de sinalizar aos visitantes qualquer tema sensível à restrição de público. Neste sentido, a sala estava devidamente sinalizada sobre o teor da apresentação, incluindo a nudez artística. O trabalho não tem conteúdo erótico e trata-se de uma leitura interpretativa da obra Bicho, de Lygia Clark, artista historicamente reconhecida pelas suas proposições artísticas interativas.
É importante ressaltar que o material apresentado nas plataformas digitais omite a informação de que a criança que aparece no vídeo estava acompanhada de sua mãe durante a abertura da exposição.
Portanto, os esclarecimentos acima denotam que as referências à inadequação da situação são fora de contexto.

Conclusão:

O vídeo que mostra uma criança interagindo com um adulto nu em uma performance no Museu de Arte Moderna é real! O MAM se defendeu em nota afirmando que não havia conotação erótica na obra e que a mulher que acompanha a garota no vídeo é mãe da menina.

Leave a Reply

*