Verdade ou mentira – Margarina é melhor que manteiga

[adrotate banner=”5″]

À primeira vista, essa ideia faz sentido. A manteiga é fabricada com creme de leite, um poço de gordura saturada e colesterol. Já a margarina tem como base óleo vegetais, ricos em gorduras mono e poli-insaturadas – mais benéficas para o coração.

O que os fabricantes de margarina não contam para o consumidor é que ela passa por um processo de hidrogenação, ou seja, recebe moléculas de hidrogênio sob alta pressão para ficar mais firme, apetitosa e durável.

Por causa disso, sua estrutura passa a conter gorduras trans, tão prejudiciais ao coração quanto as saturadas. Além de elevar o colesterol ruim (LDL) e diminuir o bom (HDL), o excesso de gorduras trans pode causar inflamações nas paredes das células.

No fim das contas, não é necessário trocar manteiga por margarina. Doses moderadas de qualquer uma delas não vão aumentar o risco de doenças cardiovasculares.

É o que indica um estudo recente feito pela nutricionista Ana Carolina Gagliardi, doutora em cardiologia pela USP. Durante 35 dias, ela acompanhou 66 voluntários em 4 grupos: um deles consumiu 15 gramas (uma colher de sopa) de manteiga por dia; outro, 18 gramas de margarina com gordura trans; o terceiro, 36 gramas de margarina sem gordura trans; e o último, 30 gramas e margarina com fitosterol, substância que reduz o nível de LDL do sangue. “ Não houve diferença nos níveis de colesterol das pessoas que consumiram manteira ou margarina”, diz Ana Carolina. “No entanto, quem consumiu margarina com fitosterol teve uma vantagem, pois houve diminuição na apolipoproteína B, uma partícula aterogênica presente no colesterol ruim”.

Leave a Reply

*