Polícia procura maníaco que mata e parte crianças ao meio! Será Verdade ou Mentira?

Áudio acompanhado de fotos chocantes pede ajuda para que encontremos o maníaco da foto que estaria matando e partindo ao meio as crianças! Será verdade?

As imagens são fortes e começaram a circular juntamente com um áudio pedindo para denunciarmos um homem que, segundo o que o áudio afirma, estaria sequestrando e matando crianças no interior do Brasil. A promessa do assassino, segundo o que diz no áudio, é a de matar pelo menos 30 crianças!
A corrente também mostra um dos crimes cometidos pelo maníaco: um menino partido ao meio!!!

O apelo do alerta é que o homem da foto seja encontrado e entregue às autoridades.

Será que essa história é verdadeira ou falsa?

Verdade ou mentira?
A primeira coisa que chama a atenção nessa corrente é que a voz do áudio espalhado junto com as imagens é do radialista Dede Domingues, que já foi usado indevidamente em outra fake news já desmentida aqui em abril de 2017. Na época, a voz do radialista foi usada juntamente com fotos que nada tinham a ver com o suposto assassino.

Através do WhatsApp, o radialista Dedê Domingues nos disse que foi alvo de notícias falsas e que montagens atribuíram várias fotos de pessoas que são inocentes e que não tem nada a ver com o áudio:


Sobre as fotos do menino partido ao meio
As fotos do menino morto com as pernas separadas do corpo é de um caso ocorrido em julho de 2007, em Blumenau (SC), com um menino de 12 ano. O autor do assassinado foi um também menor de idade.

Conforme apurado na ocasião, o adolescente estrangulou a vítima durante uma discussão por causa de um jogo de computador. Em depoimento, o agressor disse que quando viu o menino de 12 anos desacordado, resolveu esconder o corpo no sótão.

Como o cômodo fica a 1,80 metros do chão, o adolescente amarrou o corpo da criança em um fio para tentar suspendê-lo. O jovem assassino disse que como o corpo estava muito pesado para ser levantado, ele resolveu dividir o menino em partes menores!!!

O suposto maníaco
A foto de um homem que foi usada nesse falso alerta também não tem nada a ver com o crime. Ele, inclusive, gravou um vídeo ao lado da sua família, explicando que já está tomando as medidas necessárias na Justiça a respeito das calúnias inventadas sobre a sua imagem: