É mentira vídeo que mostre nuvem de gafanhotos em cidade da Paraíba

Circula pelas redes sociais um vídeo em que um homem mostra uma revoada de animais em uma praça de Monteiro, na Paraíba, e afirma que se trata de uma nuvem de gafanhotos chegando à cidade. É mentira!

As imagens não mostram uma nuvem de gafanhotos. Moradores de Monteiro dizem que as cenas mostram, na verdade, pássaros que vivem na Praça João Pessoa. “São uns pássaros que tem aqui na praça. Eles se espantam e voam. Aí filmaram”, diz um rapaz que trabalha no serviço de mototáxi da cidade, localizado na mesma praça.

Thais Mariana Araujo Targino, funcionária de uma farmácia que fica em frente à praça, reforça: “É mentira. Aquilo é pardal. Quando é de tardinha eles chegam e ficam no pé da árvore. O pessoal fica na praça e fica mexendo com eles. Uma pessoa daqui de Monteiro postou no grupo por brincadeira e viralizou”, conta.

A Prefeitura de Monteiro diz que não há registro de nuvem de gafanhotos na cidade. “Isso foi uma brincadeira. A pessoa fez a imagem de um voo de andorinhas e postou no grupo da família dizendo que era gafanhoto. Nesse período tem muita”, afirma a assessoria de imprensa.

O secretário de Agricultura da cidade, Erinaldo Bezerra de Melo, diz que os pássaros são pardais. “A revoada é comum em Monteiro.”

Pesquisadora da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, a doutora em biociências, taxonomista e especialista em gafanhotos Katia Matiotti diz que os bichos não voam à noite e não há registro de nuvem de gafanhotos no Nordeste neste momento. “Ao entardecer, eles pousam e esperam amanhecer. São diurnos. A nuvem está na Argentina ainda”, diz. Para ela, os animais mostrados no vídeo são mesmo pássaros.

A especialista diz que o que ocorre em algumas localidades é uma superpopulação de gafanhotos, como a registrada em Pernambuco, mas os animais são de outra espécie, diferente da que está na Argentina e causa preocupação aos agricultores. “Não formam nuvens”, diz.

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento diz que não se pode considerar o que está imagem como uma nuvem de gafanhotos.

Consultada, a Sociedade Brasileira de Ornitologia diz que, analisando o vídeo, é possível concluir que são, de fato, aves. “Muito difícil de dizer de que espécie se trata, pois o vídeo está em baixa resolução e há muito ruído sonoro, o que também dificulta uma possível identificação da espécie pelo som que as aves emitem.”

A mensagem falsa tem sido impulsionada em meio às notícias sobre a nuvem de gafanhotos que se desloca pela Argentina e se aproxima do Brasil e do Uruguai.

Posted in Padão by Val Vieira at junho 29th, 2020.
Tags: , , , , , ,

Leave a Reply

*