Jejum faz mal para o estômago?

[adrotate banner=”5″]

Não. Mentira

Jejuar não causa nenhum problema para o estômago”, afirma o gastroenterologista LuizC hehter, da Escola Paulista de Medicina.

Na medida em que a pessoa deixa de estimular o estômago com alimentos, o órgão entra numa espécie de dormência e praticamente pára a produção de ácidos que poderiam, sim, provocar problemas. Embora não seja opinião unânime entre os médicos, alguns especialistas afirmam que a prática do jejum traz, pelo contrário, uma série de benefícios.

Ao deixar de ingerir alimentos por um período de 24 horas, proporcionaríamos um descanso ao aparelho digestivo e ao organismo em geral. Além disso, o jejum promove uma sensação de bem-estar por estar associado a práticas meditativas e orações. Pode, ainda, aumentar nossa determinação e autodisciplina, pois durante o jejum somos obrigados a exercer um forte controle mental.

Não se pode esquecer que, desde a Antiguidade, o jejum tem sido praticado por diversos povos como meio de purificação do corpo e da alma. Na Índia, os praticantes da medicina ayurvédica adotam a abstinência alimentar como forma de desintoxicar o organismo. Os especialistas advertem, no entanto, para certos cuidados que devem ser tomados ao fim do período de jejum. “A pessoa deve adotar uma dieta leve, com ingestão de pequena quantidade de gordura para, aí sim, evitar problemas digestivos”, afirma Luiz Chehter.

Posted in Mentira, Mitos at novembro 15th, 2010. 1 Comment.

Água com açúcar acalma? Verdade ou mentira

[adrotate banner=”5″]

Mentira

Não, essa receita antiga, usada para acalmar pessoas que passaram por alguma situação de susto e tensão não passa de crendice popular. “Quando o açúcar é metabolizado pelo organismo, ele se transforma principalmente em glicose, que é uma fonte de energia e não tem nenhum efeito tranqüilizante ou sedativo”, diz a endocrinologista Adriana Teloglia, professora do Centro Universitário São Camilo, de São Paulo.

“Apesar disso, o açúcar pode provocar uma sensação de bem-estar por causa da produção de certos neurotransmissores, como a serotonina. Essa sensação de bem-estar é muitas vezes confundida com o tal efeito relaxante que muita gente acredita que a mistura de água com açúcar tem”, diz a farmacêutica mineira Denise Polato de Lima. Ao mesmo tempo, a ingestão do líquido pode ter um bom efeito psicológico e acabar funcionando como um placebo, acalmando por auto-sugestão.

Os especialistas afirmam, no entanto, que contar até dez ou respirar fundo por alguns minutos são técnicas muito mais eficazes para conter o nervosismo e recuperar a tranqüilidade. Outra saída é recorrer a alguns calmantes naturais, como os chás de camomila ou de erva-doce.

Posted in Mentira at novembro 11th, 2010. No Comments.