Comida queimada faz mal para a saúde?

[adrotate banner=”5″]

Verdade

Você é uma mulher e gosta da comida mais “bem passada” que as outras pessoas? Então talvez você não vá ficar muito feliz em saber que estudos feitos na Holanda revelaram que isso pode ser mortal.

A pesquisa, feita em 2007 com 120 mil pessoas, entre homens e mulheres, apontou que a culpa disso está na acrilamida. A substância está presente em pequenas quantidades em pães, carnes, cereais, café, batatas e (para a “surpresa” de muitos) em fast foods, mas aumenta consideravelmente em número quando um alimento é cozido de qualquer maneira.

Quando absorvida pelo organismo feminino, mesmo em quantias baixas, ela dobra as chances da pessoa desenvolver câncer de ovário e útero. De acordo com o The Telegraph, apenas 40 microgramas de acrilamida (que você pode encontrar em um pacote de batatas chips de 32 gramas) por dia já são suficientes.

Perigos e prevenções

Mas você é homem e está pensando que está livre desse problema? Não necessariamente. Isso porque, embora os estudos não tenham apontado nenhum perigo imediato para o organismo masculino, nada prova que perigos não possam existir, com exposições prolongadas.

Então, no fim das contas, é melhor desistir da comida torrada? Infelizmente, isso não é suficiente. Segundo Janneke Hogervorst, do Departamento de Epidemiologia da Universidade de Maastricht, “uma vez que a acrilamida se forma naturalmente em vários alimentos cozidos, não é possível ter uma dieta balanceada que a evite”. Parece que o segredo, como sempre, é não exagerar em nada.

Posted in Padão at maio 19th, 2012. No Comments.

Microondas causa câncer?

[adrotate banner=”2″]Quando se popularizou nos Estados Unidos, na década de 70, o microondas era apontado como a grande inovação na cozinha: servia para aquecer, cozinhar e descongelar os alimentos, de forma prática e bem mais rápida do que o forno e o fogão convencionais. Com o passar do tempo, diversas pesquisas científicas apontaram os riscos que o aparelho traria para a saúde, com problemas que vão desde o vazamento de radiação à perda de nutrientes da comida.

Segundo a nutricionista Bárbara Rodriguez, o ideal é usar o microondas o mínimo possível. “As moléculas dos alimentos não foram feitas para vibrar nos níveis impostos pelo cozimento com microondas. Isso tende a danificar os nutrientes mais delicados e eles perdem a capacidade de nutrir”, explica ela. “Além disso, existem estudos que afirmam que certos aminoácidos naturais podem assumir formas tóxicas quando expostos a esse tipo de cozimento”, complementa.

Recentemente, o guia do Environmental Working Group, uma organização de divulgação das informações referentes a saúde pública, condenou o uso de utensílios de plástico no microondas. “Toxinas cancerígenas podem vazar das bandejas plásticas, de papéis ou das películas plásticas dos alimentos feitos para serem preparados no microondas. E essas toxinas podem se misturar à sua comida”, afirma Bárbara Rodriguez.

Tânia Nigri, do Gávea Integral, é a favor do microondas. “Uso na loja, para aquecer as refeições antes de servir, e em casa, para esquentar e descongelar alimentos. Mas sempre deixo a comida em recipientes de vidro, nunca de plástico”, conta ela. “Não sou estudiosa do assunto, mas, pelo que sei, não há dados 100% concretos de que o microondas faça mal à saúde, desde que haja manutenção correta do aparelho”, diz Tânia.

Veja alguns cuidados que precisam ser tomados na hora de usar o microondas.

Vazamento – Para testar se há vazamento de radiação, deixe uma maçã em cima do aparelho enquanto usá-lo por um período mínimo de dois minutos. Caso a fruta cozinhe, o microondas precisa ser levado para manutenção.

Explosões – Recipientes de metal ou de louça com filetes dourados ou prateados não podem ser levados ao microondas. Eles refletem as ondas e podem causar explosões.

Furos – Alimentos com pele, casca ou membrana, como tomate, batata, salsicha e ovo, por exemplo, devem ser furados com um garfo ou palito antes de serem colocados no microondas. Do contrário, podem estourar dentro do aparelho ou na hora em que forem retirados para servir.

Líquidos – Tenha cuidado ao aquecer líquidos no microondas. Eles podem entrar em ebulição ao serem retirados do aparelho, espirrando para fora do recipiente em que estão e causando queimaduras.

Uso liberado – Papel, papelão, vidro, cerâmica e louças sem filetes de metal, desde que fabricados para esse fim, podem ser usados sem problemas no microondas. Esses materiais permitem a passagem das ondas.

Fonte GNT

Posted in Mentiras, Mitos, Verdades at março 19th, 2010. 22 Comments.