Câncer em Crianças e Adolescentes, Verdade ou Mentira?

cancer-em-criancas-e-adolescentes-verdade-ou-mentira

Muita coisa se fala sobre o câncer infanto-juvenil: mas o que é verdade ou mentira?
O câncer é uma doença cada vez mais comum, mas sempre é uma grande surpresa e traz medo e dúvidas quando atinge pessoas da nossa família e conhecidos, ainda mais quando envolve crianças e adolescentes. Segundo a Sociedade Brasileira de Oncologia Pediátrica, SOBOPE, essa é a segunda causa de mortes de crianças no Brasil, e fica atrás apenas dos acidentes.

No Brasil, uma média de 12 mil crianças e adolescentes recebem o diagnóstico da doença anualmente. Apesar de ter uma evolução rápida, a resposta ao tratando também é muito positiva e rápida e 70% destes casos infanto-juvenis tem chances de cura, se forem diagnosticados precocemente.
É comum surgirem muitas dúvidas quando aparece a doença, por isso, a SOBOPE, esclarece sete mitos e verdades relacionados ao câncer em crianças e adolescentes.

1 – O câncer em #criança é igual ao do adulto? Isso é um mito. O câncer mais comum em adultos, como o de pulmão ou mama, tem o nome de carcinoma, que pode vir por estilos de vidas ou mesmo por algum fator ambiental, raramente aparecem em crianças. A doença na forma infanto-juvenil costuma vir de células do momento em que o feto se desenvolvia durante a gestação.
2 – A culpa é dos pais? Isso também é um mito. Ninguém é culpado por uma criança ser diagnosticada com câncer e não existe nada que comprove cientificamente que a forma que se é criado, as atividades ou dietas podem causar essa doença nos mesmos.

3 – O câncer nas crianças é genético? Depende. Pode acontecer de uma criança ser diagnosticada com câncer e alguém da família também já ter tido a doença, mas a maioria acontece ao acaso, pela alteração no gene das células que não se dividem normalmente. Essas mutações podem ocorrer em apenas uma pessoa na família.

4 – O câncer tem cura? Verdade. Em média 70% dos casos da doença, nas crianças e adolescentes diagnosticados precocemente, podem ter a cura e viver uma vida ativa e plena. Com o tratamento certo, a doença pode entrar em remissão e o paciente não apresentar nenhum sinal ou sintoma da mesma e ser considerado curado após 5 anos.
5 – Crianças com câncer podem tomar vacina? Isso depende. Nas crianças que estiverem passando pela quimioterapia, não é indicada a aplicação das vacinas vivas, como a de poliomielite, sarampo, rubéola e febre amarela, devido ao risco de se pegar uma infecção parecida com a natural, visto que a imunidade do paciente está baixa. Já as outras vacinas consideradas não vivas, como a de coqueluche, tétano, hepatite B, pneumococo, e influenza podem ser liberadas de acordo com cada situação particular.

6 – #adolescente em tratamento contra o câncer podem congelar célula reprodutiva? Verdade. Apesar de serem poucos os tratamentos que podem causar a infertilidade, é possível sim que as células reprodutivas sejam congeladas para se ter filho no futuro.
7 – A pessoa com câncer está mais suscetível a infecções? Isso é verdade. Como a pessoa que faz tratamento contra o câncer fica com o sistema imunológico baixo, é mais fácil sim pegar uma infecção e ter mais dificuldade para combatê-lo. #cancer

Posted in Câncer Em Crianças E Adolescentes at novembro 19th, 2016. No Comments.

Queda dos cabelos – Confira as respostas de médicos às dúvidas mais comuns sobre o problema

[adrotate banner=”5″]

A maioria das mulheres que sofre com a queda de cabelo acredita na possibilidade de ficar careca. Quer passar longe desse mal? Confira as respostas de médicos às dúvidas mais comuns sobre o problema

Um estudo realizado na Universidade de Bologna, na Itália, concluiu que quem sofre de queda de cabelo – mais de 30% da população feminina mundial – teme a possibilidade de ficar careca. Para passar longe desse mal, confira algumas dicas e esclareça suas dúvidas.

1. A queda de cabelo dá sinais durante o banho ou no travesseiro

VERDADEIRO. As duas situações podem revelar o problema, mas lembre-se: é normal perder cerca de 100 fios de cabelo por dia. Como não dá para contar, apenas observe.
Se o volume de fios caídos aumentar, procure um médico.

2. Lavar o cabelo todos os dias provoca a queda dos fios

FALSO. Deixar de lavá-lo acreditando nisso pode causar ou piorar um quadro de caspa. O ideal é lavar o cabelo dia sim, dia não. Mas lavar diariamente não prejudica as raízes nem os fios e é fundamental para quem tem cabelo oleoso ou pratica esportes.

3. Menstruação faz cair cabelo

FALSO. O desequilíbrio hormonal é o que influencia, principalmente na fase pré-menstrual. O problema também pode surgir na menopausa, na puberdade e depois da gestação.

4. Estresse pode desencadear o problema

VERDADEIRO. O estresse é um grande motivador porque faz o corpo produzir substâncias químicas que interrompem o crescimento dos cabelos.

5. Anticoncepcional, remédios ou vitamina A misturados ao xampu combatem a queda e fazem o cabelo crescer

FALSO. Nenhum desses modismos funciona, pois eles não penetram nos fios ao serem aplicados externamente.

6. Cortar as pontas fortifica e ajuda a evitar a queda de cabelo

FALSO. As pontas não têm influência no crescimento dos fios. Diferentemente das plantas, a raiz não sabe o que acontece nas pontas porque não há nenhuma ligação entre elas. Cortar as pontas do cabelo só resolve o problema de pontas duplas.

7. Dormir de cabelo molhado aumenta as chances de queda

FALSO. A raiz não se encharca com a umidade dos fios. O único mal que pode causar é resfriado. Mas tome cuidado com a água muito quente que pode, sim, piorar o problema.

8. Escova e chapinha causam queda

DEPENDE. Tanto a escova como a chapinha podem enfraquecer os fios se forem feitas excessivamente. Se a frequência desses procedimentos for dia sim, dia não, não há grandes problemas. O problema seria escovar o cabelo com muita violência.

9. Megahair enfraquece os fios

VERDADEIRO. A raiz fica machucada e o cabelo cai por causa da força que os fios “puxados” fazem. Esse problema também pode acontecer com mulheres que prendem o cabelo todos os dias.

10. Problemas no couro cabeludo têm relação com queda capilar

VERDADEIRO. O mais comum é a caspa. Os mais raros são psoríase (áreas avermelhadas sobrepostas de escamas que podem ou não coçar) e infecção provocada por fungos (micose), mais comuns em crianças.

11. Comer errado faz perder cabelo

VERDADEIRO. Carência de vitaminas e nutrientes como ferro, zinco, biotina e alguns aminoácidos enfraquece os fios. Já as vitaminas A e E, o complexo B e o cálcio têm relação direta com fios saudáveis.

12. Se o cabelo da minha mãe cai, o meu pode cair também

VERDADEIRO. A calvície pode ser hereditária e não tem cura. É diferente da queda, que é normal e não gera preocupação.

Fontes: Ligia Kogos, dermatologista, e Ademir Júnior e Valcinir Bedin, tricologistas

Posted in dos Cabelos, Medicamento, Medicina, Saúde at setembro 28th, 2012. No Comments.