Foto da apresentadora do Jornal Nacional, Renata Vasconcellos, comemorando aniversário com amigo em meio à pandemia é mentira!!!

Imagem, na verdade, foi feito em 2019, no aniversário de 50 anos do Jornal Nacional.

Imagem, na verdade, foi feito em 2019, no aniversário de 50 anos do Jornal Nacional.

Circula pelas redes sociais uma imagem que mostra jornalistas e apresentadores do Jornal Nacional em uma festa. As imagens são acompanhadas de uma legenda que diz: “Aniversário da Renata Vasconcellos. Cadê o distanciamento? Cadê as máscaras?” A mensagem é #MENTIRA.

A imagem não é de 2020, após o início da pandemia do novo coronavírus, que faz com que todos tenham de usar máscaras e manter o distanciamento social, como preconizam as autoridades de saúde em todo o mundo.

Na verdade, as imagens são do aniversário de 50 anos do Jornal Nacional, comemorado em setembro de 2019.

Renata Vasconcellos fez aniversário em 10 de junho. No dia de seu aniversário neste ano, aliás, um fato triste virou notícia: um homem armado com uma faca invadiu a TV Globo e rendeu a repórter Marina Araújo exigindo falar com Renata. Apesar do susto, tudo terminou bem e o homem acabou preso.

Posted in Padão at agosto 5th, 2020. No Comments.

Fake News – Bill Gates é alvo de desinformação durante a pandemia da COVID-19

Mais de 60 desses boatos ligam o bilionário a teorias da conspiração sobre vacinas (Crédito: World Economic Forum/swiss-image.ch)

O fundador da Microsoft, Bill Gates, é um dos principais alvos de Fake News durante a pandemia. De janeiro até 5 de julho, aconteceram 145 verificações de boatos quem ligam o empresário à covid-19. Segundo um levantamento da Agência Lupa, as informações circularam por pelo menos 38 países.

Mais de 60 desses boatos ligam o bilionário a teorias da conspiração sobre vacinas. A Fundação Bill & Melinda Gates, organização não-governamental, anunciou, em abril, que financiaria uma das 139 vacinas que estão sendo desenvolvidas contra o coronavírus.

A vacina INO-4800, da empresa farmacêutica Inovio, foi a escolhida pela fundação. Entre as histórias inverídicas, o empresário é citado como criador da covid-19 para faturar com a imunização, que já estaria pronta, e que a vacina seria um adesivo com um chip para monitorar a população.

Segundo a reportagem, no Brasil, essa foi a teoria mais compartilhada. No entanto, aqui ainda foi adicionada a informação de que o chip seria conectado com a tecnologia 5G. Também foi alegado que Gates teria escrito uma carta aberta onde afirma que a pandemia tem um proposito espiritual.

A pesquisa foi desenvolvida com dados das inciativas Coronavirus Facts Alliance e CoronaVerificado. Checadores dos Estados Unidos (34), Espanha (12), Itália (12) e Argentina (7) foram os que mais verificaram esses conteúdos.

Posted in Padão at julho 7th, 2020. No Comments.

Presidente da Câmara Rodrigo Maia crítica à ideia de uso do Fundo Eleitoral no combate ao coronavírus? Verdade ou mentira?

É MENTIRA!!!

Post não foi feito pelo presidente da Câmara. Usuário não é o utilizado pelo político. Maia fez desmentido em seu perfil verificado no Twitter.

Circula pelas redes sociais prints de uma conta do Twitter atribuída ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia, com a afirmação: “Desviar o dinheiro do Fundão Eleitoral para outros fins é prejudicial à democracia. Devemos manter este pilar intacto nem que isto custe a vida de alguns brasileiros. #FundaoEDemoctacia”. É #MENTIRA.

Maia tem uma conta verificada no Twitter, na qual desmente a postagem. “Fake news é coisa de covarde. Criaram uma conta falsa com meu nome para desinformar e mentir. Pra esses pistoleiros digo: os cães ladram, mas a caravana passa. Vamos em frente que temos uma crise grave (que eles não acreditam porque a terra é plana e o vírus é conspiração)”, afirma.

A conta verificada de Maia tem o endereço @RodrigoMaia. A conta fake é diferente. Além de não ter o selo de verificação, em que a rede social atesta a autenticidade da conta, apresenta o endereço @RobrigoMaia, em que a letra “B” toma o lugar da letra “D” no prenome do deputado.

Posted in Padão at abril 6th, 2020. No Comments.

Foto do Lula com irmão de Adélio Bispo: Verdade ou mentira?

Homem ao lado do ex-presidente é, na verdade, o médico Marcos Heridijanio, que foi candidato a deputado federal pelo PT em Pernambuco em 2018.

Circula pelas redes sociais uma foto que mostra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva com uma criança no colo ao lado de um casal. Uma legenda que acompanha a imagem diz que o homem é irmão de Adélio Bispo. A mensagem é #Falsa.

O homem na foto é, na verdade, o médico Marcos Heridijanio, que foi candidato do PT a deputado federal por Pernambuco em 2018. A foto usada na mensagem falsa está na página pessoal dele no Facebook desde novembro de 2019.

Ele também fez um vídeo em que fala do boato. “Essa semana eu sofri um ataque covarde. Achei uma covardia usarem meu filho e minha mulher numa foto montada dizendo que eu sou irmão do Adélio Bispo”, diz.

Segundo documentos do Tribunal Superior Eleitoral, o nome do médico é Marcos Heridijanio Moura Bezerra, nascido em São José do Belmonte, em Pernambuco, filho de Francisco Francelino Bezerra e Maria Carmeneide de Moura Bezerra. Não há nenhum parentesco entre ele e Adélio.

Adélio é filho de João José de Oliveira e Maria Bispo Ramos de Oliveira. Além disso, os irmãos de Adélio moram em Minas Gerais. Já o médico reside em Petrolina (PE).

Adélio é o autor da facada no presidente Jair Bolsonaro durante a campanha presidencial de 2018. Os irmãos de Adélio, que até hoje temem represálias e receiam ser expostos, dizem que tentam continuar a vida após o atentado.

Adélio foi considerado inimputável pela Justiça, ou seja, não pode ser punido criminalmente, por ter doença mental. A prisão foi convertida em internação por tempo indeterminado. Pela decisão, ele deve permanecer num presídio de Campo Grande (MS).

Posted in Padão at janeiro 8th, 2020. No Comments.

Verdade ou mentira que doce turco é vendido no Brasil com pílulas que causam paralisia?

Imagens circulam em redes sociais, inclusive de outros países. Produto não é exportado para o Brasil; outros detalhes denotam falsidade do vídeo. Fabricante afirma que material é ‘irreal e ilusório’ e tem como objetivo difamar a marca.

Circula pelas redes sociais um vídeo em que uma pessoa abre a embalagem de um doce, divide a bisnaga em pedaços e mostra logo depois duas pílulas brancas. Uma legenda que acompanha o vídeo diz: “Esse biscoito turco tem 2 comprimidos que causam paralisia. Já chegou ao Brasil. Não comprem e espalhem essa mensagem”. É #MENTIRA.

O produto não é exportado para o Brasil. Além disso, há outros detalhes que denotam a falsidade do vídeo.

A empresa Sölen, que fica na Turquia e produz o bolinho, afirma que o vídeo é “irreal e ilusório”. A fabricante diz que a mensagem tem como único objetivo difamar a marca.

A empresa afirma ainda que segue normas rígidas de produção e passa regularmente por organizações de inspeção independentes com relação à segurança alimentar.

A mensagem tem circulado em outros idiomas e versões. Uma delas, em turco, diz que os doces contêm drogas. A conta da ?ölen no Twitter sugere, inclusive, um texto publicado em uma agência turca de verificação de fatos com maiores explicações sobre o caso.

O texto da agência de checagem turca Teyit aponta para um truque. Diz que, se o vídeo for examinado cuidadosamente, será notada a deformação no bolo, o que indica que as pílulas foram inseridas de propósito.

A agência também aponta que a voz no fim do vídeo revela o dialeto Sorani, uma das línguas oficiais do governo regional do Curdistão iraquiano – sinal de que o vídeo foi gravado no país do Oriente Médio.

Outro detalhe que revela que o vídeo foi gravado no Iraque é a imagem, ao fundo, de um outro produto – uma ave congelada – exportado pela Turquia e que tem o Iraque como principal mercado consumidor.

Por fim, a agência mostra o resultado de uma análise realizada por auditores independentes afirmando que o produto não apresenta nenhuma irregularidade.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) diz não ter recebido nenhuma denúncia ou informação de ocorrência a respeito desse produto.

 

Posted in Comida, Doce at novembro 21st, 2019. No Comments.

Verdade ou mentira que o assessor do PT ganhador da Mega-Sena comprou carro de luxo três dias antes do sorteio?

Conteúdo falso circula em sites e redes sociais. Nome informado não é de assessor do PT nem de funcionário da Câmara. Imagem usada foi tirada de reportagem sobre empresário.

Circula pelas redes sociais um texto que diz que um assessor do PT comprou um carro de luxo três dias antes de ganhar na Mega-Sena. A mensagem, reproduzida em posts nas redes sociais, é acompanhada de uma imagem com o automóvel em questão e uma pessoa à direção. É #Mentira.

O texto afirma que o nome do assessor do PT, ganhador da Mega-Sena, é Miquéias Mendonça, de 51 anos, e que recebe um salário mensal de R$ 3,5 mil. No entanto, não existe nenhum servidor com esse nome na lista de funcionários da liderança do PT.

O único Miquéias na listagem nominal de parlamentares e servidores disponível no site da Câmara dos Deputados tem outro sobrenome (e salário diferente). E trabalha no gabinete de um deputado do DEM.

O texto é acompanhado ainda de uma foto de um homem de camisa vermelha dentro de um carro de luxo. Mas o nome do homem que aparece na foto não é Miquéias Mendonça. Trata-se, na verdade, do advogado Marcelo Sixto Schiavenin, que foi dono de uma garagem de veículos de Cuiabá, suspeito de não pagar aos donos pela compra de veículos de luxo.

O conteúdo falso foi criado para dar a entender que um dos vencedores já sabia que ia ganhar o prêmio – o que não é verdade. Na quarta-feira (18), um grupo de assessores do PT ganhou um prêmio de R$ 120 milhões da Mega-Sena. A notícia foi amplamente divulgada.

Posted in Padão at setembro 23rd, 2019. No Comments.

Papai Noel Existe ou Não? Verdade ou Mentira? O Que Dizer Para As Crianças?

papai-noel-existe-ou-nao-verdade-ou-mentira-o-que-dizer-para-as-criancas-01

Símbolo inconfundível das festividades natalinas, o Papai Noel ainda desperta muita polêmica quando o assunto é realidade. Entre gaguejamento e línguas tropeçadas, fica difícil responder a pergunta “Papai noel existe?” para uma criança quando não estamos preparados. Mas afinal, Papai Noel existe? O que dizer para nossos filhos?

De acordo com os professores psicólogos Christopher Boyle e Kathy McKay do Exeter (Reino Unido) e da Australian New England University, dizer para as crianças que o Papai Noel existe é uma mentira escancarada que apenas fará com que as crianças não confiem mais em adultos assim que descobrirem a verdade. Segundo eles, a mentira sobre a existência do Papai Noel trará uma crise existencial, invalidando para as crianças qualquer confiança estabelecida nos adultos.
Mas o que é a verdade?

Embora a sugestão seja interessante, é preciso que nos atentemos a alguns pontos a respeito da verdadeira existência ou não do Papai Noel. Fato, ao menos irreparável socialmente, é que a figura do Papai Noel existe e todos sabem bem como é. Não há criança ou adulto que não saiba descrever com perfeição o Papai Noel.

Para o filósofo Alemão Friedrich Nietzsche, a questão da existência ou não do Papai Noel cai em descrédito total em própria formulação. Neste caso da verdade ou mentira, Nietzsche não define e nem aceita a definição da verdade, pois não há como alcançar com certeza a definição do oposto da mentira.

Já para a filosofia ocidental geral, a verdade depende de três constantes de valores variáveis: a realidade, o imaginário e a ficção. Desta maneira, quando os três critérios encontram um ponto central de entendimento, encontra-se a verdade.

Porém, não é possível aprofundar-se em filosofia com crianças durante o fervor causado pela pergunta “Papai Noel existe?”. Neste momento, temos uma decisão muito importante a fazer e que influenciará a forma com que a criança nos verá para o resto da vida. Por isso é importante prestar atenção.

papai-noel-existe-ou-nao-verdade-ou-mentira-o-que-dizer-para-as-criancas-02

Ver para crer!
Devemos ter em mente que a existência de algo não implica em uma tangibilidade, ou seja, não é necessário que possamos tocar algo para saber que algo existe. A partir daí podemos citar inúmeros exemplos, tais como o ar ou mesmo uma celebridade constantemente apresentada em revistas, programas de televisão e etc. Tudo isso nos é mostrado o tempo todo como real, mas será que precismos ter visto isto ou aquilo para sabermos se se trata da verdade?
Cada criança tem um tempo próprio de desenvolvimento físico e mental. Algumas crianças demonstram facilidade para certas coisas, enquanto outras podem demorar um pouco mais para desenvolver a aptidão. E isso acomete todo desenvolvimento da criança.

Evidentemente, se temos uma criança com 4 anos de idade que nos pergunta se o Papai Noel existe nós devemos responder que sim. O mesmo vale para crianças menores ou até chegarem na adolescência. Por quê? Pois a realidade depende diretamente da realidade que nos cerca em nossa fase de desenvolvimento.

Isso significa que, na realidade da criança, o Papai Noel existe. E, nesta questão, não faz diferença se foi você quem contou ou não sobre a existência do Papai Noel. Naturalmente a criança aprenderá que ele existe, e, naturalmente, aprenderá que não existe.

Mentiras sinceras!
Mas “mentir” sobre a existência do Papai Noel não é pior? Definitivamente não. Isso é claramente evidenciado quando interrogamos os que hoje são adultos. Em sua maioria, todos acreditaram em Papai Noel algum dia e isso não foi obstáculo algum para serem quem são hoje.

Isso não quer dizer que você deva necessariamente fazer seu filho ou filha acreditar em Papai Noel. Mas, se uma criança perguntar a você se o Papai Noel existe é porque ela acredita, e seu papel como pai, mãe ou cuidador(a) é o de deixá-la acreditar.

Como dito, naturalmente, a criança começará a ter dúvidas sobre a verdadeira existência com o passar dos anos. Neste ponto, basta esclarecer as dúvidas que surgirem e nada mais.

Posted in Papai Noel Existe? Verdade Ou mentira? at dezembro 6th, 2016. No Comments.

Verdade ou mentira? Marca australiana diz ter inventado um vestido que muda de cor.

A marca australiana Showpo pode ter inventado um super vestido, que vai fazer muitas pessoas por aí pirarem.
Teoricamente, eles vão lançar um vestido que muda de cor apenas apertando um botão.No vídeo, postado no Youtube da marca, a CEO da Showpo, Jane Lu, anuncia a novidade e mostra como é o escritório da marca. No final, ela mostra uma modelo e um rapaz usa um iPad para ir mudando o tom do vestido que ela usa. A modelo e todos que estão no estúdio ficaram pirados e gritam cada vez que o vestido mudar de cor.
Segundo o Huffington Post, o vídeo não passa de uma grande pegadinha para gerar buzz para a marca, que sempre se posicionou como uma grife cheia de inovação. A Showpo não se pronunciou oficialmente sobre o assunto ainda.
Pena que é mentira, mas já pensou se fosse e verdade você pudesse ter um vestido diferente todos os dias?

verdade-ou-mentira-marca-australiana-diz-ter-inventado-um-vestido-que-muda-de-cor

O pior é que é verdade » Luis Fernando Veríssimo lança coletânea de crônicas ‘As mentiras que as mulheres contam’

luis-fernando-verissimo-lança-coletanea-de-cronicas-as-mentiras-que-as-mulheres-contam

Autor busca repetir sucesso da versão masculina com livro que chega amanhã às lojas.Tem aquela da mulher que paga uma fortuna numa Louis Vuitton e, ao descobrir uma amiga que gastou uma pechincha por uma bolsa falsa, porém exatamente igual à sua, resolve mentir. Tem ainda o caso de uma fulana carente que leva um cego para casa, faz dele seu amante e acaba causando uma tragédia. E tem também uma outra que fala que é muito mais velha só para acharem que ela é muito mais nova.

Mulher mente por qualquer razão. E os homens, desde a mais tenra infância, aprendem a conviver com isso. “’Olha o aviãozinho!’ A primeira mentira. Ela querendo nos convencer de que o que tinha na mão não era uma colher com papinha, mas um avião. Um avião!”

É dessa maneira que Luis Fernando Verissimo dá a partida para sua nova coletânea de crônicas. Nas livrarias a partir desta quarta-feira, As mentiras que as mulheres contam (Editora Objetiva), é uma resposta ao best-seller de 15 anos atrás, As mentiras que os homens contam (500 mil exemplares vendidos). As 48 crônicas que recheiam o livro foram garimpadas pela editora do extenso material publicado na imprensa. Somente o texto introdutório (o do aviãozinho), que amarra o livro, é inédito.

Aos 79 anos, o marido de Lúcia (a primeira namorada séria) há 52, pai de Fernanda, Mariana e Pedro e avô de Lucinda, é um dos escritores mais populares do país. Também cartunista, tradutor, roteirista, dramaturgo, saxofonista, romancista bissexto (com seis títulos publicados), fez da crônica seu principal ofício.
Escrevendo semanalmente para três jornais, Verissimo versa com a mesma facilidade sobre temas áridos tanto quanto os corriqueiros. Nessa coletânea, que vem se somar a 60 livros publicados, ele fala de temas comezinhos, mas que fazem parte da vida de homens e mulheres.

É o orgasmo fingido, o presente passado para a frente, a mentira para ganhar um afago do marido, aquela desculpa esfarrapada que não faz mal a ninguém. Na entrevista a seguir, concedida ao Estado de Minas por e-mail, Verissimo mantém nas respostas o estilo de suas crônicas: curtas, certeiras e inspiradas.

‘‘Prefiro escrever, com tempo para pensar e não dizer bobagens’’

Em que situação uma mulher não mente?
Dormindo.

Quem mente mais: o homem ou a mulher?
Acho que é o homem, mas mulher é mais criativa.

O senhor está casado há mais de 50 anos. Um casamento só funciona com mentiras?
Eu nunca menti para a minha mulher, só omiti a verdade algumas vezes.

Qual foi a última mentira que o senhor disse?
Eu não minto. Esta é a primeira vez.

No Brasil de hoje ainda há motivos para rir?
O Brasil às vezes é desanimador, mas nunca deixa de ser engraçado. Muitas vezes no mau sentido.

Escrever hoje, para o senhor, é algo mais complicado do que há 20 anos?
Escrever fica cada vez mais difícil. Exigimos cada vez mais de nós mesmos e a autocrítica aumenta. Eu escrevia mais, antigamente. Não sei se fiquei mais conciso ou mais preguiçoso.

Dos seus livros, de qual o senhor mais gosta?
O analista de Bagé (1981). Não por ser diferente dos outros, mas por ser o primeiro que chamou a atenção.

Tem ideia de quantas crônicas o senhor já escreveu?
Já perdi a conta. Mesmo. A crônica sai com facilidade ou custa a sair, depende do assunto e da abordagem. Na minha experiência, as que dão mais trabalho são as que têm menos repercussão.

O que uma boa crônica deve trazer?
Antes de mais nada, deve ser atraente. É literatura de consumo rápido, ou pega o leitor ou ele escapa.

O senhor escreve muito e fala pouco. Escrever é melhor do que falar?
Prefiro escrever, com tempo para pensar e não dizer bobagens. Ou menos bobagens. Mas, na verdade, eu não falo pouco. São os outros que falam muito.

O que o senhor ainda espera da vida?
Eu sonhava em ser eterno, mas já me convenci de que não vai dar.

Citações e textos atribuídos ao senhor existem a perder de vista na internet. Isso, de alguma maneira, o incomoda?
Não há o que fazer para evitar os textos apócrifos. Alguns são até bons, e aí eu agradeço os elogios. Frequento pouco a internet. Acho que as redes sociais, muitas vezes, revelam o que há de pior nas pessoas. E o ódio é sempre triste.

O que é pior: fazer uma palestra ou dar uma entrevista ao vivo?
Empatam.

As mentiras que as mulheres contam
De Luis Fernando Verissimo.
Objetiva, 184 páginas, R$ 34,90 (livro) e R$ 23,90 (e-book).

Crônica

E por falar em festa…

“– Minha filha, você me deu sua palavra que a sua festa ia acabar às duas horas Crônica

E por falar em festa…

“– Minha filha, você me deu sua palavra que a sua festa ia acabar às duas horas.
– E acabou, papai.
– Sim, mas às duas da tarde! Nós estávamos almoçando, hoje, e ainda estava chegando gente pra festa de ontem!
– É que a turma se excedeu um pouco, papai, qualé?
– Outra coisa, você jurou que seus amigos iam ficar na sala e não invadiriam os outros aposentos.
– E então?
– Então que eu fui acordado no meio da noite por um cabeludo me perguntando se não tinha vodca em casa.
– Ele se perdeu, só isso.
– Tudo bem. Mas ele precisava me chamar de ‘sô do pijama’?
– Papai…
– E mais. Eles quis tirar sua mãe da cama para dançar.
– Qual é o problema?
– E ela foi.”
[adrotate banner=”5″]

Posted in Padão at outubro 6th, 2015. No Comments.

Contabilidade: Verdades e Mentiras.

contabilidade-verdades-e-mentiras

A verdade é que a contabilidade passa por profundas transformações, exigindo de nós atualização constante, especialmente em relação às normas internacionais, agora adotadas oficialmente no Brasil.Como em toda ciência, a contabilidade sofre com estigmas que se introduzem com o tempo, cabendo a nós, contabilistas, combatê-las com o ímpeto necessário e visando preservar os penosos avanços até aqui alcançados por todos os que contribuíram e contribuem com a dinâmica do desenvolvimento social, econômico e científico.
A mentira é que isto é moda, que tudo passará e os balanços continuarão sendo apenas demonstrativos para o fisco. Ilude-se quem ainda julga que um balancete ou balanço possa ser fraudado com simples canetadas ou ajustes temporários. Com a introdução de diversos mecanismos de acompanhamento eletrônico (SPED-fiscal, ECD, NF-e, etc.) a “burla” terá vida curta – como diz o provérbio: “mentira tem perna curta”.
A verdade é que os contabilistas estão sobrecarregados de exigências extra-contábeis, como elaboração de minuciosas demonstrações para o fisco. Mais verdade ainda é que ainda não são remunerados adequadamente por todas estas obrigações, ainda mais considerando-se a grande responsabilidade civil e penal que têm ao assinar tais demonstrativos.
A mentira é que o governo vem simplificando as obrigações. Ao contrário, com exigências cada vez mais técnicas (manuais de operação com centenas de páginas de campos, dados, layouts, etc.), o profissional contábil vê-se quase à mercê, pagando caríssimo, de profissionais de outras áreas (como informática), tendo que delegar enormes quantidades de confiança e quase sem tempo para acompanhar todas as tarefas.
A verdade é que a contabilidade é útil, verdadeiro repositório de informações para o gerenciamento de um negócio ou de uma entidade sem fins lucrativos. Se ela não é utilizada com este fim, então estamos diante de outra verdade: dinheiro mal aproveitado.
A mentira é que a contabilidade é cara. Quem faz esta afirmação não conhece (ou não lê) as milhares de normas, regulamentos, leis, portarias, instruções e outras parafernálias diárias que são publicadas nos diários oficiais da União, Estados e Municípios, mudando grotescamente a legislação e as exigências do dia para a noite.A verdade é que a classe contábil é pouco unida, pouco participativa nos sindicatos. O episódio recente do COAF, exigindo que o contabilista quebre o sigilo dos clientes ao informar operações, é um exemplo: pouquíssimos sindicatos se manifestaram, cadê a atuação deles nesta aberração a ética do profissional?
A mentira é que não pudemos mudar o Brasil. Ora, somos mais de 500.000 profissionais, com alto conhecimento técnico, capacidades específicas, poder de gestão, e outros atributos. Como não podemos participar e contribuir para que o Brasil mude, a partir de ações individuais, profissionais, coletivas e participativas de uma classe tão numerosa e (ainda não) tão influente na vida social?
Verdades e mentiras. Você escolhe com as quais convive diariamente.