Uma garota morreu ao ter orgasmo de 12 minutos com uma amiga? Verdade Ou Mentira?

Será verdadeira a notícia de uma moça de 21 anos que teria morrido após ter um orgasmo prolongado por 12 minutos com uma amiga da faculdade?

A notícia apareceu na web no final de dezembro de 2016 e conta a triste e fatal história da jovem Bianca Bezerra Borges, de apenas 21 anos de idade, que teve um orgasmo prolongado por 12 minutos, e acabou indo a óbito.

O hospital que recebeu a moça teria confirmado que o sexo oral que ela fez com a amiga da faculdade gerou um êxtase tão intenso e prolongado que foi a causa da sua morte!

Será que essa história é verdadeira ou falsa?

Verdade ou Mentira?
Apesar da notícia ganhar força na última semana de dezembro de 2016, ela é bem mais antiga do que isso. Uma busca na web e vamos descobrir que há postagens desse mesmo fato incomum desde 2011.

Como já explicamos aqui, os boatos não são datados para que quem os ler pela primeira vez tenha a impressão de que se trata de algo recente.

Buscando pelo nome da suposta vítima, encontramos relatos de que ela teria morrido em diversas cidades brasileiras. Na primeira versão, de 2011, ela teria morrido em Belém (PA).

A foto usada para ilustrar a nova versão dessa e-farsa (que circulou em dezembro de 2016) é de uma morte ocorrida em dezembro de 2013, quando uma mulher que morava sozinha foi encontrada morta pelos vizinhos. O caso aconteceu em Três Lagoas, em Mato Grosso do Sul, e as informações eram de que ela morreu de causas naturais.

Origens:
Essa notícia falsa surgiu em uma publicação no site humorístico G17, conhecido aqui por criar brincadeiras que acabam enganando muita gente!

Conclusão
A notícia da moça que morreu depois de vários minutos de orgasmo é falsa!

Especialistas explicam o que é realmente é verdade ou mentira na hora do sexo.

especialistas-explicam-o-que-e-verdade-ou-mentira-na-hora-do-sexo

Toda mulher pode ter orgasmo múltiplo?

Orgasmo e ejaculação são a mesma coisa? Para tirar a limpo alguns mitos sobre orgasmo nas quais acabamos acreditando e que só atrapalham consultamos alguns especialistas em sexualidade que explicam o que é realmente verdade na hora do sexo.

1 – Orgasmo múltiplo é para todas

“É provavelmente o maior dos mitos e o que mais atrapalha o prazer feminino. Em mais de 20 anos de pesquisa, encontrei poucas mulheres que relataram ter tido orgasmos múltiplos e mesmo quem já teve em geral descreve esses orgasmos como pontuais e esporádicos”, observa a antropóloga Mirian Goldenberg.

Segundo Mirian, a ideia de que orgasmo múltiplo pode ser obtido por todas as mulheres, na hora que elas quiserem, virou um fardo. “Fica a impressão de que quem não consegue tem algum tipo de deficiência. Isso é uma bobagem”, opina a antropóloga.

“O importante é ter prazer, se é múltiplo ou não, tanto faz. Um não é melhor que outro”, acrescenta Carla Cecarello, psicóloga e sexóloga, coordenadora do Ambulatório de Sexualidade AmbSex, em São Paulo.

2 – É o homem é que dá prazer a mulher
Os homens também carregam um fardo no quesito ‘mitos e lendas sobre orgasmo’. “Achar que o orgasmo da mulher é responsabilidade exclusiva dele é a maior mentira de todas e pelo incrível que pareça eles acreditam.”, aponta Carla. “Ele pode ter o melhor desempenho do mundo, mas não vai adiantar nada se a parceira não estiver concentrada e relaxada. O casal precisa ter cumplicidade na cama, mas cada um é responsável pelo seu próprio prazer”, prossegue a sexóloga.

3- Quem goza bem, geme alto?

 

O cinema tradicional e o erótico colocaram na cabeça de muita gente a ideia de que quanto maior é o prazer, mais alto é o gemido. Mas isso não é uma verdade absoluta. “Homens e mulheres expressam seus orgasmos de formas diferentes. Uma pessoa pode ter um orgasmo muito intenso e praticamente não se expressar, a ponto do outro ficar sem saber se houve orgasmo ou não”, explica a sexóloga Walkíria Fernandes. “Quem é silencioso no sexo, pode estar se satisfazendo muito mais do que alguém muito escandaloso”, pondera Carla.4 – Preliminar longa, prazer maior ?Ainda falando em ‘métricas do prazer’, o tempo gasto com as preliminares também é visto de forma equivocada, especialmente por eles. “Eu sempre digo que as preliminares começam muito antes da cama. Para a mulher, faz muito mais diferença a maneira como o homem a tratou durante o dia do que a duração das carícias antes da penetração”, pontua Mirian. Por isso, não adianta passar o dia sendo grosseiro com a namorada ou com a esposa e tentar compensar depois com carícias caprichadas. Aliás, bobagem achar que elas sempre vão gostar de preliminares longas, com sessões intermináveis de sexo oral.“Os homens se excitam mais facilmente do que as mulheres, que realmente precisam de mais estimulo, mas isso não precisa levar horas”, esclarece

5 – Orgasmo e ejaculação são a mesma coisa?

 

Na maioria das vezes, as duas coisas acontecem de forma simultânea para o homem, mas isso não significa que eles são uma coisa só, como muita gente pensa. “Orgasmo é a sensação intensa de prazer, ejaculação é a expulsão do sêmen. Nos casos de extrema ansiedade, por exemplo, o homem pode ejacular sem ter uma sensação plena de prazer”, explica Walkíria, que define orgasmo como sendo mais mental e ejaculação como uma experiência mais física.
[adrotate banner=”5″]

Posted in Verdade e Mentira Na Hora Do Sexo at setembro 11th, 2015. No Comments.