As mentiras mais banais na hora de limpar.

as-mentiras-mais-banais-na-hora-de-limpar

Ter uma casa limpa e asseada é fundamental para a grande maioria das pessoas, mas na hora de limpar continuam a primar algumas mentiras ‘interiores’ que fazem vista grossa a algumas partes mais sujas da habitação.
Na hora de limpar a casa, não vale mentir a si próprio. É um hábito recorrente, mas por muito inocente que seja essa mentira (ou o pensamento), a verdade é que a limpeza não

1. A pia fica limpa se passar apenas uma esponja ou um pano

Longe disso! Tal como os pratos, tacho e panelas com gordura devem ser esfregados, também a pia (onde toda a gordura passa) o deve ser.

2. Só é preciso esvaziar o saco do aspirador quando estiver cheio

Se o objetivo é limpar com eficácia (e rapidez) não há equipamento – muito menos o aspirador – que funcione se tiver o recipiente cheio de sujidade. No caso do aspirador, o saco cheio irá dificultar a absorção de novas poeiras. ficará como o desejado.3. Não há problema de deixar a tampa do detergente da máquina da louça aberta

Há problema, sim. Mas máquinas estão programadas para expelir o detergente – seja capsula, líquido ou pastilha – a um determinado momento da lavagem. Deixar a tampa aberta fará com que o detergente seja usado antes do indicado, podendo não lavar a louça corretamente.

4. Sacudir os sapatos da rua tira o lixo que lá existe

A sujidade existente na sola dos sapatos é maior do que o que se imagina e a forma mais indicada de evitar levar essa sujeira para casa é descalçando os sapatos e deixando-os à porta.5. Se a esponja do banho fica seca, dura mais tempo

Tal como as toalhas de banho, as esponjas são um habitat perfeito para bactérias. Tê-las húmidas e quentes apenas fará com que essas bactérias se propaguem com mais facilidade, mas secá-las também não resolve a situação. O ideal é mesmo trocar de esponja com bastante regularidade.

6. O detergente usado na máquina da roupa serve para lava peças à mão

Num caso esporádico, sim. Mas a verdade é que o detergente criado para máquinas de roupa é mais potente e eficaz em temperaturas altas e rotações elevadas. Usar esses produtos nas lavagens à mão pode estragar o tecido.

7. Mudar as fronhas das almofadas uma vez por semana é um exagero

Explica o site que as fronhas – e os lençóis – devem ser trocados todas as semanas. No caso das fronhas, e se necessário, a muda pode mesmo ocorrer passados alguns dias, uma vez que o óleo do rosto fica acumulado no tecido, dando azo a ácaros e bactérias desnecessárias à pele.

8. O vinagre limpa tudo

Para limpar o interior de um frigorífico ou de um micro-ondas, o vinagre pode, de facto, ser um aliado, contudo, em pavimentos de madeira pode dar origem a manchas irreversíveis.9. As calças de ganga não se lavam, apenas se colocam no congelador

Já não é a primeira vez que se noticia que as calças de ganga não precisam de ser lavadas com a mesma frequência que outras peças de roupa, mas precisam de ser lavadas, mesmo que apenas quando necessário.

[adrotate banner=”5″]

Vinagre pode enganar o resultado do Bafômetro?

[adrotate banner=”2″]Esta informação circula pela internet já faz alguns anos e há muito tempo vem surgindo sugestões para burlar o teste do bafômetro pela internet, certo!
No Programa do Ratinho teve uma reportagem, com Policiais de trânsito, sobre as possíveis receitas para driblar o bafômetro.

Então… falava-se em métodos para se burlar o BAFÔMETRO, segundo autoridades e professores químicos, eles afirmavam em vários meios de comunicações há muito tempo que não adiantava se fazer essas receitas caseiras que não funcionaria certo? Vejam só.
Um funcionário do programa tomou varias doses de Vodka com energético ok, no certo tomou 4 doses boas de vodka com energético, então vai ao teste do BAFÔMETRO.
Receitas caseiras segundo professores de química não funcionam contra o bafômetro certo.
Mico geral, quem assistiu sabe do que estou falando.

O funcionário depois das vodkas foi para o BAFÔMETRO, logo acusou um limite alto de álcool no sangue cerca de 0,30%, onde se ele fosse pego na blitz seria multado imediatamente certo.
A nova Lei 11.705, que altera o Código de Trânsito Brasileiro, proíbe o consumo de praticamente qualquer quantidade de bebida alcoólica por condutores de veículos. A partir de agora, motoristas flagrados excedendo o limite de 0,2 gramas de álcool por litro de sangue pagarão multa de 957 reais, perderão a carteira de motorista por um ano e ainda terão o carro apreendido. Para alcançar o valor-limite, basta beber uma única lata de cerveja ou uma taça de vinho. Quem for apanhado pelos já famosos “bafômetros” com mais de 0,6 gramas de álcool por litro de sangue (equivalente três latas de cerveja) poderá ser preso.

Logo foi fazer outro teste para comprovar que receitas caseiras não funcionam, segundo “autoridades e estudiosos no assunto”, o funcionário (cobaia) antes do segundo teste tomou um gole de vinagre, isso mesmo vinagre esses que temperamos saladas, lembrando que policiais e professores afirmavam que não funcionava, pois é o rapaz toma o tal vinagre ao vivo no programa e vai se ao teste, assopra no canudinho do bafômetro segurado por um policial de trânsito, kkkkkkkk o MICO DO ANO.

A câmera filmando o bafômetro no visor que detecta o teor alcoólico no ar contido no pulmão do individuo, depois de 4 doses de Vodka e, com um gole de vinagre no final, como em um passe de mágica, ACUSOU 0,10 % DE ÁLCOOL, logo o policial tira o BAFÔMETRO do foco da câmera, sem explicação para o acontecido, resumindo não acreditavam, por isso não fizeram o teste antes de ir ao ar.

PONTO DE VISTA ELETRÔNICO

Lembrando que esta postagem não tem intuito de ensinar a ninguém a burlar a lei, LEI FOI FEITA PARA SER CUMPRIDA E NÃO DISCUTIDA, MUITO MENOS BURLADA.
É bom lembrar que o policial está “habilitado” a encaminhar o motorista sujeito de embriaguez à delegacia, este fazendo ou não o teste do bafômetro! Mesmo que o motorista Pudim-de-pinga consiga usar de algum artifício para dar uma enganada no aparelho, havendo indícios de bebedeira, o cabra pode ser levado para o DP.
Frisamos que, o motorista não é obrigado a fazer o teste, com esse direito garantido por lei. E somente em caso de acidente com vítimas, o fator alcoólico poderá ter efeito legal o exame de sangue.

CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL

Art.5, II da CF – ninguém será obrigado a fazer ou deixar de fazer alguma coisa senão em virtude da lei.

Art.5, X “da CF – como também no princípio onde ‘‘ ninguém deve ser obrigado a produzir prova contra si mesmo”.

 
Posted in Comportamento, Medicina, Verdade, Verdades at fevereiro 19th, 2013. No Comments.