Um homem achou U$7 milhões escondidos no armário que ele comprou por U$500? Verdade Ou Mentira?

É verdade que um homem encontrou 7 milhões de dólares escondidos em um armário que ele comprou usado por apenas 500 dólares em um leilão?

A notícia surgiu em diversos sites e blogs no final de novembro de 2018 e conta a história do empresário sortudo que teria comprado um armário em um leilão por US$ 500 (cerca de R$ 1.900) e teria descoberto mais de US$ 7,5 milhões (cerca de R$ 28,3 milhões) em dinheiro escondidos dentro do móvel!

Será que isso é verdade ou mentira?

 

Aretha Franklin Hearse

 

Verdade ou mentira?
Dan Dotson, leiloeiro no programa “Storage Wars” (“Quem Dá Mais”, aqui no Brasil), disse em entrevistas que uma mulher lhe contou essa história estranha. No relato, a mulher teria afirmado que seu marido havia comprado um armário em um leilão promovido pelo próprio Dotson e, para a surpresa de todos, dentro do móvel havia um cofre com mais de sete milhões de dólares!

O leiloeiro disse também que, após a divulgação da descoberta do tesouro, os advogados dos antigos donos do armário ofereceram uma recompensa pela recuperação do dinheiro e que o comprador anônimo aceitou a proposta após dobrar o prêmio.

O comprador do móvel só teria aceitado devolver a grana (por medo do dinheiro ser de origem da máfia ou de traficantes) após receber a recompensa de U$1,2 milhão.

Cá entre nós, é meio difícil de acreditar nessa história, visto que não não há relatos além dos do próprio Dan Dotson. Além disso, como alguém leva a leilão um armário sem verificar o seu interior?

Histórico manchado:

O reality show Storage Wars estreou a sua 12ª temporada nos Estados Unidos em novembro de 2018, o que levanta suspeitas de que o assunto do tal armário milionário tenha surgido nesse momento como um golpe de marketing para atrair mais espectadores para o programa. Se isso for apenas um golpe publicitário, essa não seria a primeira vez que o programa teria sido alvo de acusações de fraude. Em dezembro de 2012, o Dave Hester – um dos participantes – entrou com uma ação contra o A&E (a emissora do reality show) e sua produção, alegando que os produtores haviam plantado itens em armários antes das gravações. A emissora não se defendeu das acusações, mas alegou que as provas que a acusação tinha não se aplicavam para TVs a cabo (visto que canais por assinatura surgiram antes da “Lei de TV”) e, em março de 2013, obteve uma vitória parcial na ação e Hester foi condenado a pagar os honorários advocatícios para A&E (além de ser demitido da emissora).
Em setembro de 2013, Hester teve um de seus pedidos aprovados pela Suprema Corte de Los Angeles, que decidiu que a sua demissão foi injusta e exigiu a volta do comprador ao programa. O produtor executivo Thom Beers declarou, em 2011, que a grande maioria dos armários de armazenamento investigados durante a produção não contém nada de interessante e, por isso, não aparece na edição final do show. O mesmo Thom Beers admitiu, em 2012, que metade das histórias que aparecem no program é roteirizado e que muitos itens são comprados (e re-comprados) pela mesma pessoa.

Conclusão:
A notícia afirmando que um homem encontrou sete milhões de dólares em um armário antigo que ele havia comprado por U$500 tem como fonte apenas uma pessoa e, por isso, não temos como comprovar (e nem como negar). É uma grande coincidência o assunto surgir exatamente no mês da reestreia do reality show!

One Response to “Um homem achou U$7 milhões escondidos no armário que ele comprou por U$500? Verdade Ou Mentira?”

  1. WINDA EKA SAMODRA disse:

    Eu acho que é mentira, certo?

Leave a Reply

*